quarta-feira, 20 de abril de 2011

My Chemical Romance - The Black Parade (2006) - Interpretando



Álbum Conceitual, o CD do MCR (My Chemical Romance) conta uma historia, e essa historia fala do The Pacient, uma pessoa que está morrendo de câncer.

Todo o enredo passa no hospital, nas ultimas semanas de vida do The Pacient. As inseguranças, tristezas, fraquezas do principal é demonstrada no enredo, incrível e maravilhosa.

O Album começa com  The End (O fim) e termina com a musica Famous Last Words (Famosas ultimas palavras), e teve como single: Welcome to the Black Parade (Bem-vindo a parada negra), Famous Last Words (Famosas ultimas palavras), I Don’t Love You (Eu não te amo), Teenagers (Adolescentes).

Na primeira semana o Album chegou a vender 240 000 cópias na primeira semana, superando o seu álbum antecessor Three Cheers for Sweet Revenge e nos EUA chegou a ganhar Platina.

No Brasil o álbum vendeu 120 000 cópias.

The End

Com essa musica a banda chama o ouvinte para ouvir a história contada no album. É uma musica curta, mas que serve muito bem  para essa sua função.

Dead

A historia do Pacient (Personagem principal do album), começa nessa musica. A musica fala de quando ele recebe a noticia que tem um problema no coração, e só tem duas semanas de vida. As frases “Found a complication in your heart” e “Maybe Just two weeks to live” comprovam isso. O Paciente, inconformado com o fato de ter só duas semanas de vida, questiona se esse é tudo que lhe podem dar, “is that the most the both of you can give?”

Também nessa musica dá para perceber que ele não era muito querido, já que no refrão fala “I think they never liked you anyway”, em português “Eu acho que nunca gostaram de vocês de qual quer jeito”.

A musica, uma das melhores do CD, passa a morte de uma forma engraçada, mais pelo jeito que é cantada, que pela letra. Também não se pode esquecer que essa musica não foi feita para o CD, e sim adicionada posteriormente.

(Clique em mais informações para ler o resto da analise)



This is how i disappear

Nessa musica, finalmente, conhecemos a “amada” dele, que terá grande importância na historia. Na musica ele  diz que sem ela na vida dele,  seria como ele desaparecer, levando-o a viver  sua vida sozinho, “And without you is how disappear and live my life alone”. A musica serve para reafirmar que ele era solitário. Um verdadeiro “forever Alone”.

Também nessa musica, ele revela que se sente um fantasma, e assim não poderá mais machucar - lá. “I’m Just Ghost so i can’t hurt you anymore”, provavelmente ele fala isso, por que não tem mais forças para fazer mais nada, está na beira da morte, no seu leito de hospital.

Sobre a musica, gosto bastante dela, pelo fato do Pacient finalmente “falar”, já que é contada em primeira pessoa, e também por ser uma musica onde Gerard Way (Vocalista) usa bem sua voz.

The Sharpest Live

The pacient, relembra do problema que teve com as drogas. Nesse período negro da vida do Pacient, a única pessoa que ficava do lado dele era a Amada.

Na verdade essa musica fala sobre os problemas com as drogas que o vocalista da banda, Gerard Way teve e, consequentemente  dá um tom mais realista ao CD,  encaixando-se muito bem na historia. Por isso essa musicatem a dupla função de ajudar a entender a historia que o CD conta, e a verdadeira  historia do vocalista.

Welcome to the Black Parade

Eta é minha musica preferida do CD, e, sem dúvidas,  a musica mais importante do CD. Esta musica mostra que a vida do Paciente está chegando ao fim, (provavelmente faltam poucos dias ou horas dias para a sua morte) e a morte vêem “encontra-lo”, mas não é um encontro direto, cara a cara, mas na forma de uma lembrança.

O Paciente lembra do dia em que o pai o levou para ver um desfile, e nesse desfile o pai o questionou perguntando-lhe se quando crescer seria o salvador dos destruídos, dos condenados e dos derrotados. "Son when you grow up,would you be the savior of the broken,the beaten and the damned?". Mas, sem esperar a resposta, logo depois o pai complete dizendo: que um dia deixaria um fantasma para guia-lo, provavelmente para guia-lo até o desfile negro. Because one day I'll leave you,A phantom to lead you in the summer,To join The Black Parade”.

Interessante na música é o trecho no qual a morte (O desfile) diz que a memória dele continuará viva, que ele poderá se unir ao desfile negro sem problemas. O que ele deixará para trás, ficará bem (Sua amada.).

Essa musica é marcada pela letra marcante. Se você ouvir ela sozinha (Sem ouvir o CD), com certeza terá outra interpretação do significado da musica.

Merecidamente essa musica foi o o sujeto do primeiro clipe, e muito bem feito. Recomendo vocês verem o clipe.



I Don’t Love You

Com a proximidade da morte, o Paciente fica mais confuso e cheio de ódio, e pede para sua Amada abandoná-lo. E pergunta a ela se quando ela se for voltará para dizer que não o ama mais. “When you go,would you even turn to say ''I don't love you like I did yesterday''
.
Cheio de raiva e ódio o Paciente se sente confortável, se sente muito melhor. Ele não só odeia os outros, mas também começa a se odiar, e não está cansado de viver, "Sometimes I cry so hard from pleading, so sick and tired of all the needless beating"

Em português:"As vezes choro tanto por implorar, tão doente e cansado de todos esses necessários batimentos". Talvez esse comportamento contraditório possa ser causado pelos efeitos da quimioterapia.

Sobre a musica, terceira single do album, é uma baladinha muito boa, e que pode se ouvir tranquilamente. Eu gosto bastante, mas algumas pessoas enjoaram da musica muito facilmente... Eu  ainda estou tentando enjoar dela, bom, talvez eu não enjoe por que não fico ouvindo ela só mil vezes ao dia.

House of Wolves

O paciente começa a perceber que pode ir para o inferno por causa dos seus atos, solitário, os pensamentos sobre a morte ficam cada vez mais obscuros e assim ele fica mais depressivo, os pensamentos depressivos e atos que ele fez na vida faz que ele comece a pensar que irá para o inferno.

Sobre a musica, gosto dela,  mas acho que tem outras de nível muito melhor no CD, como Mama (Ainda falarei), Welcome to the Black Parade, Famous Last Words, entre outras.

Cancer

O paciente está triste e sofrendo muito pelo fato que vai morrer, ele pede para que a Tia Mary enterre tudo que ele tem, nas cores favoritas. Nessa musica mostra que ele fala com a amada, ele diz a ela que o fez é culpa da quimioterapia, e que a parte mais difícil de tudo isso (a morte) é deixa-la.

Sobre a musica, é muito bonita, eu acho que mais pelo ritmo que pela letra, já que é bem simples. Vale a pena ouvir essa musica, e gosto também da perfomance ao vivo de Gerard no Live in Mexico, faz de fato você se emocionar. Ela só não me emociona mais que Disenchanted (Ainda falarei).

Mama

Minha segunda musica preferida, na frente de Disenchanted e atrás de Welcome to the Black Parade. A musica em si é bem confusa, pode ser que o paciente se refere a uma ida a guerra, e a referencia que faz a mãe na musica, é nada mais nada menos que a mãe guerra (Mother War) que pode ser vista no clipe Welcome to the black parade, com a mascara, ou mesmo na imagem a cima.

Ele refere que ele e a mãe guerra, irá para o inferno pelo que fez na guerra “Mama, we all go to hell”. Não falo mais dessa musica, por que de fato, é muito confusa.

Sobre a musica, eu gosto bastante do ritmo que ela tem, eu fico até em dúvida se gosto mais dela, ou de Welcome to the Black  Parade. Não dá para dizer se o CD é bom ou não, sem ouvir Mama, principalmente pelo ódio que a musica passa.

Por um tempo acreditaram que essa musica seria o quinta single do CD, no final, não foi, eu gostaria de ver um single dessa musica, lógico, só se fosse bem feito.

Sleep

Estamos chegando ao fim. Essa musica mostra como a amada dele, o ama e ele reconhece que se comportou de forma terrível, como um monstro. Mas mesmo reconhecendo isso, ele não voltará para a amada.

Sobre a musica, é a que menos gosto. No começo dela, tem uma fala do vocalista Gerard Way, essa fala vêem de estranhos sonhos que ele teve durante a gravação do CD. Daqui a pouco a morte vai encontrar Gee.

Teenagers

Nessa musica o paciente lembra da sua adolescência. Nessa musica, o pai volta, falando que as drogas não funciona (parece que ele usava elas). E também fala dos policiais da época, que os policiais queriam transformar ele em “Cidadãos”, mudando o seu visual com todas as mentiras dos livros “They're gonna clean up your looks,with all the lies in the books,to make a citizen out of you”.

Sobre a musica, foi o quarto e ultimo single da banda, e acho ela bem legal, meu amigo acha ela a preferida, mas não importa o que meu amigo acha aqui, então, eu gosto bastante dela, e serve bastante como uma lição essa musica.

Disenchanted

Chegamos a reta final, penúltima musica, eu gosto bastante dela, terceira favorita, na frente de Famous Last Words (Próxima) e logo atrás de Mama.

O paciente volta a re-lembrar sua vida, e diz que odeia o seu final, o modo que ele irá morrer, mas diz que toda essa vida começou com uma boa cena, falando que sua infância foi boa, "I hate the ending myself but it started with an all right scene"

Nessa musica da impressão que ele está morto, ou morrendo. Pois ele fala que quando as luzes se apagam, vemos toda nossa vida.

Também fala daquela famosa mentira “você não sentirá nada”, que os médicos também contaram a ele, provavelmente na quimioterapia.

Ele não sabe se alguém ligará para a morte dele, pelo jeito que ele agiu no decorrer de sua vida, essa solidão e desesperanças na beira da morte, o deixa cada vez mais fraco.

Ele refere a sua vida como uma triste canção de uma vida inteira de espera no hospital.
Sobre a musica, você se emociona de fato com essa musica, foi perfeita  para ultima musica, talvez fosse melhor para a ultima, se contasse só o ritmo, mas a letra faz que Famous Last Words, seja melhor para o final.

Eu acho que nessa musica podemos entender finalmente o que o paciente sente, e deixa ela com uma importância gigantesca.

Famous Last Words

Essa musica faz o CD ser fechado com chave de ouro (Ainda tem a musica Blood, mas é uma faixa bônus, por isso não falarei). Ele finalmente perdoa a amada, mas o fato dela estar ao lado dele não fará ele não morrer mais,  não evitará dele ir para “casa”.

A amada o ajuda a ficar mais feliz, e fica otimista sobre o que acontecerá. O paciente finalmente aceita a morte, e fala que não tem mais medo de caminhar sozinho naquele mundo  (Provavelmente, o mundo que ele verá depois da morte). "I am not afraid to keep on living, I am not afraid to walk this world alone"

Com a perda do medo de morrer, ele finalmente aceita o fato de se juntar ao desfile negro.
A amada que sempre esteve ao lado dele, no final perguntar ao doutor se ele está dormindo ou morto: “Asleep or Dead”

E com essa musica, a aceitação do Paciente a morte, o perdão a sua amada, termina o CD: The Black Parade de My Chemical Romance.


Até mais, meus amigos!

4 comentários:

  1. Só parei pra ouvir esse cd e conhecer melhor o MCR nessa última semana. Eu na verdade comecei a gostar deles ouvindo o Danger Days. Demorou mas finalmente descobri que eles são uma grande banda, como músicos e como artistas.É muito ousado e corajoso fazer esses trabalhos conceituais que eles realizam nos álbuns.
    Adorei sua resenha Léo( a intimidade é pq tenho o mesmo nome), só não sei se você vai ler meu comentário pq eu postei depois de tanto tempo.

    ResponderExcluir
  2. Gerard way é sem dúvida um grande artista,com inúmeros talentos,ele têm o que falta para muitos músicos famosos,que é criatividade,ele é pura criatividade,tanto que a usa para vários segmentos,como a musica,quadrinhos(escrevendo histórias) e ele tbm desenha muito bem...é por isso que o admiro,é muito talento mesmo,quem critica a banda e a considera sem importância(só mais uma banda de modinha) deveria escutar melhor,prestando mais atenção,tenho certeza que mudariam seu conceito!

    ResponderExcluir
  3. Mcr é incrivel... Disenchanted e mama foram feitas pra mim...pra mim disso eu sei... É como se tudo fosse ym chamado... Priscila

    ResponderExcluir
  4. Excelente analíse, sempre tive preconceito com essa banda até que comecei a ouvir com mais atenção e virei fã, minha música favorita deles é Famous Last Words, adoro o vídeo dela também.

    ResponderExcluir

onload='emoticon()'