quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Recap: Naruto 655 "Vestígios" (Mangá Review)



Um capítulo que não tenho o que odiar.


Depois de vários capítulos que variavam entre ruim e péssima qualidade, finalmente Kishimoto nos presenteia com um capítulo mediano. No clima necessário para capítulo de final de arco, que é o caso de Naruto.

O capítulo serviu para conhecermos um pouco sobre o sentimento de Kakashi e ter um bom recapeamento sobre os sentimentos de Obito - Kishimoto, sabendo que 80% dos fãs tem alguns neurônios a menos que a média mundial, decidiu detalhar e mastigar todas as informações possíveis.

"Depois de perder a Rin... O mundo que eu enxergava mudou. Foi pintado por um preto infernal. Eu não tinha esperanças para este mundo, caminhei por este mundo à serviço de Madara, mas... Isso só serviu para aumentar minha convicção"

Destaquei este momento, não só pela linguagem pobre de Kishimoto (Que é repassada deste modo também no japonês, pelo que dá para ler na raw), mas também como uma prova que ele decidiu mastigar ao leitor exatamente tudo sobre o sentimento do vilão.

É uma ofensa a nossa inteligência - Uma grande ofensa. Essa técnica é utilizada em dois casos, a primeira quando a trama é muito mal explicada (Que não é o caso de Naruto, felizmente) ou quando o autor não consegue acreditar na capacidade dos seus leitores em entender uma simples soma como, 2+2.

Deste modo ele se sente na obrigação de retomar tudo que foi dito, explicando detalhadamente o bê á bá da estória. E até concordo nesta ação de Kishimoto, sendo que boa parte do público leitor do mangá não consegue entender facilmente este tipo de narrativa. Talvez, seja por isso que muitos achem Naruto genial, complexo, um dos melhores mangás já feitos.

Tenho que assumir que o capítulo também teve seus momentos bons (Nada de marcante ou genial... Aliás, o pessoal gosta de banalizar a palavra genial para qualquer merda que aparece, mas isto não faz parte da discussão).

Até as falas de Kakashi sobre o Sharingan de Obito foram pura recapitulações, nada de novo. Mas assumo que foi mais interessante, pois percebemos que de fato esta batalha mudou a percepção de Kakashi sobre Obito - Ele viu seu melhor amigo, o seu herói se tornar um psicopata.

E isto alterou profundamente a sua crença nas palavras de Obito, Kakashi que no começo da saga queria converter o seu amigo (Um feito só alcançando pelo pastor Naruto), acabou decidindo matar o seu melhor amigo... Por nosso azar, Minato decidiu pará-lo.

O segundo ponto forte, é a arte dos auxiliares. Todo bom leitor de mangá sabe que esses cenários épicos normalmente são feitos por nossos tão amados auxiliares de Mangaká, que depois não levam crédito nenhum pelo seu esforço.

No final, presenciamos um capítulo mediano, onde Kishimoto antes da sua pausa, decidiu dar uma revisada para os leitores de quase tudo que aconteceu neste arco - Nos preparando a terceira parte desta guerra que deve ser contra madara. (Dei uma Kishimoto agora, hehe)

PS: Naruto deve ter uma pausa de 1 semana, normalmente utilizada pelas maiores dos autores como um descanso pós-saga. Toriko fez isto essa semana (Estou lamentando mais não ter Toriko essa semana do que Naruto na semana que vem... Toriko :'(

PS: Existe o caso de mastigar as informações em obras de investigação, como por exemplo Sherlock Holmes, por motivos óbvios.

3 comentários:

  1. Na minha opinião, Obito não estava errado. Não completamente. Ele divergiu do caminho do Naruto porque, em vez de querer mudar o mundo, ele queria criar um novo. Ele ponderou que tentar mudar o mundo seria difícil demais e, muito provavelmente, resultaria em fracasso.

    Nós olhamos para esta situação em um mangá e pensamos: "Nossa, que idiota! Ele não consegue aceitar a realidade e não tem culhões para tentar mudá-la! Todos sabem que com a ajuda dos companheiros o Naruto pode salvar o mundo!", talvez porque partimos do pressuposto de um típico mangá Shonen de que "o herói vai salvar o mundo", então um objetivo diretamente oposto ao do protagonista parece ridículo.

    Mas se transpusermos isso pro mundo real, somos mais Obito do que Naruto. Quem, olhando para o estado do mundo atual, cheio de interesses, desrespeito, abandono de moral e ética, injustiças e guerras, quem diria que é possível mudar um mundo desses? O mundo real parece estar condenado para sempre, bem como aqueles que nele vivem. Forçar todo mundo a viver uma mentira feliz em vez de uma verdade infeliz é tentador pra muita gente. Principalmente quando não existe alguém que se prenda tanto aos seus princípios como o Naruto.

    ResponderExcluir
  2. Tbm to triste por Toriko hahahahaha. Gostei do capitulo foi bem legalzinho, com sua review consegui perceber que era um recap de todo o arco, mas mesmo assim continuei gostando do capitulo

    Axo que é porque pela primeira vez nesse arco Kishi coloca tudo de maneira clara e não confusa.

    ResponderExcluir
  3. aqueles q não seguem as regras são lixo, mais aqueles q abandonam seus amigos são piores q lixo! Palavras da boca pra fora ditas por kakashi e obito ambos deixaram claro q suas palavras não valem nada naruto nunca vai atras com suas palavra pois esse e seu jeito ninja

    ResponderExcluir

onload='emoticon()'