segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Conhecendo os Autores da Weekly Shonen Jump! - PARTE 1



Com certeza você já viu/leu ao menos três séries que surgiram na Shonen Jump, e ao menos ainda lê pelo menos 1 série desta tão controvérsia revista... Porém, muitas vezes falamos tantos dos mangás lançados, e esquecemos das pessoas que escrevem os mangás da Jump! Este artigo (Dividido em quatro partes) falará de 28 autores que escreveram, ou ainda escrevem na Shonen Jump! Não perca tempo, e comece imediatamente a ler!

Antes de tudo, gostaria de avisar que este artigo será divido em quatro partes, cada parte será postada em um domingo - Cada parte terá 7 autores, 5 que fazem parte atualmente da revista e outros 2 que são especiais, ou não fazem mais parte da revista, ou tem uma posição especial nela (Como o autor de Kochikame).

Não se preocupem fãs de Hunter x Hunter, também falarei do controverso Togashi. Por isso, não vamos perder tempo, e simbôra a curiosidades e informação sobre os autores da revista de mangá mais famosa de todo o mundo!

Eiichiro Oda (One Piece):

Nascido em 1 de Janeiro de 1975, Oda sempre foi visto pela Shonen Jump com uma "galinha de ovos de ouro" - Já que antes de fazer 18 anos, em 1992 Oda já havia publicado um One-Shot amado pela crítica, conseguindo inclusive o Tezuka Awards, com a obra Wanted!, e tem 1993 o prêmio: "Hop-Step Award" pela obra Ikki Yakou.

Assim, imediatamente a Jump o contratou, porém antes de da-lo uma série, preferiu deixar a "fruta amadurecer", deixando como assistentes de vários mangás, como por exemplo: Nabuhiro Watsuki no mangá Samurai X.

Porém enquanto trabalhava como assistente, Oda também produzia vários One-Shots, um deles foi o que originou One Piece, a série que marcaria para sempre a sua vida - Este One-Shot se chama: Romance Dawn (1996).

Porém, esta inspiração para escrever mangás sobre piratas vem desde de pequeno, quando ele só havia 4 anos... Com o passar do tempo, e aprendizagem ele foi aperfeiçoando esta idéia, até que saiu o fabuloso One Piece!

O fato de que a grande maioria dos One-Shots lançados por Oda terem feito sucesso gigantesco, deu uma liberdade ao mangaká na empresa, assim podendo criar várias coisas que muitas vezes não são bem vista pelo editores. Talvez esta liberdade dada pela revista foi essencial para que One Piece fizesse sucesso.

Por mais que muitos consideram fraco o começo do mangá, Oda conseguiu atrair o público imediatamente, em apenas 6 Volumes, tinha vendido mais de 800 mil cópias da revista, um número que muitos mangás demoram para alcançar, principalmente quando o autor é novato!

Oda também ficou conhecido pelo seus traços... Que por mais que algumas pessoas não gostem, os seus fãs e também a crítica considera exótica e extremamente bonito. Sem este traço típico, e fora dos padrões de mangás, com certeza One Piece não teria o sucesso que tem hoje!

Atualmente One Piece é o mangá de maior sucesso no Japão, e o que mais vendeu na história da revista Shonen Jump (Ultrapassando Slam Dunk e até Dragon Ball). No ano passado, One Piece vendeu estrondosos 23 milhões de cópias só no Japão! -  O Anime também é líder de audiência, sempre ficando entre os 10 animes mais vistos da semana na TV japonesa! 

Para ler One Piece, na mangáprojects, clique na imagem

Kenta Shinohara (Sket Dance):

Kenta é um autor com pouco passado antes de Sket Dance, a sua série de maior sucesso. Nascido em 9 de Janeiro de 1974, estreou pela primeira vez na Jump em 2005, na revista de inverno, com o mangá Lesser Panda Puppet Show, quando já havia 31 anos. Porém já havia trabalhado antes como assistente de Hideaki Sorachi (Gintama).

Porém, só conseguiu chegar na revista principal, a Shounen Jump em 2006 com o One-Shot de Sket Dance! Devido a boa recepção do One-Shot, a Shonen Jump decidiu encaixar semanalmente em sua revista a série Sket Dance.

Por mais que atualmente Sket Dance ande mais nas posição intermediarias, até meados de 2012 o mangá fazia extremo sucesso. Inclusive em 2010 ganhou o prêmio de melhor mangá Shonen do ano pela Shogakukan Manga Award, a mais respeitada premiação de mangás do ano - Sket Dance também já ganhou versão de animes, que já foi encerrada com 77 episódios.

Atualmente Sket Dance está no seu vigésimo nono volume e parece que ainda vai durar muito tempo para a revista. E pelas grandes vendas, e estabilidade no TOC, dificilmente é cancelado! 

Para ler Sket Dance na mangasProject, clique na imagem

Masashi Kishimoto (Naruto):

Nascido em 8 de Novembro de 1974, Kishimoto é o criador dá tão aclamada série Naruto - Desde pequeno o sonho de Kishimoto era se tornar mangaká, e seus animes preferidos eram Doraemon (Que ainda passa na TV japonesa) e Akira.

Quando chegou na Jump, Kishimoto não era considerado a "galinha de ovos de ouro" como Eiichiro Oda, porém, depois de lançar o mangá Karakuri, que venceu a Hop Step Awards, a Jump começou a vê-lo de uma forma mais positiva, percebendo que o autor tinha potencial para criar um série de sucesso.

Porém, infelizmente por um tempo Kishimoto não conseguia pensar em nada de novo... A revista e os editores começaram a pressiona-lo por algum material, levando-o a depressão. Porém, no meio da depressão Kishimoto achou desenho antigo dele, onde tinha os personagens: Naruto Uzumaki, Uchiha Sasuke e Sakura Haruno (Lógico não exatamente iguais aos que vimos no trabalho final).

Assim Kishimoto apresentou esta ideia aos editores e foi bem recebido. Em 1999 a Jump decidiu serializar Naruto que rapidamente agradou o público japonês, em apenas 4 volumes (1 ano) já havia alcançados mais de 700 mil cópias vendidas!

Atualmente Naruto tem mais de 600 capítulos, e é amado pelos japoneses, sendo uma das séries que mais traz lucro anual a Jump. Ano passado Naruto vendeu mais de 6 milhões de cópias, chegando a ser o terceiro mangá mais vendido do Japão! - O Anime também faz muito sucesso, tanto no exterior quanto dentro do  Japão!

PS: Sobre Kishimoto ter entrado em depressão, pode ser uma informação falsa publicada em alguns blogs - Pois em nenhum momento o autor chegou a declarar isso, mas decidi trazer porque vários sites de respeito contam essa história.

Para ler Naruto na mangasPROJECT, clique na imagem

Haruichi  Furadate (Haikyuu!)

Um dos mais novos autores da revista Shonen Jump, Haruichi ainda não é muito conhecido pelo público de fora, mesmo não sendo um autor novato, mas esta conquistando ao pouco fãs com o seu mangá Haikyuu!, principalmente o público feminino.

O seu primeiro mangá foi lançada em 2009, um mangá de drama/horror que durou apenas 18 capítulos (3 Volumes), assim fracassando pouco tempo depois do seu lançamento. Depois deste fracasso, Haruichi decidiu mudar totalmente de estilo, e lançou pela Shonen Jump um mangá de comédia/esportes - Haikyuu! (2012)

Em pouco tempo ele conseguiu atrair o público, e no ano de 2012 lançou um One-Shot crossover entre Nisekoi e Haikyuu!, chamado: Nisekyuu!! (Que vale a pena ser lido) - Se o futuro reserva boas coisas para este mangaká e também o seu mangá, não se sabe... Só nos resta esperar!

Para ler Haikyuu! nas mangasPROJECT, clique na imagem

Nisio Isin e Akira Akatsuki (Medaka Box):

A primeira dupla de autores que analisamos: Medaka Box é o primeiro trabalho dos dois juntos, por isso contarei primeiro um pouco de Akira Akatsuki, que tem menos trabalhos famosos.

Nascido em 18 de Agosto de 1977, Akira Akatsu é o ilustrador de Medaka Box. Porém, já lançou alguns One-Shot para a Jump, como Z-XL Dai (Akamaru Jump) - Todos os seus One-Shots lançados tiveram uma boa recepção do público, fazendo ele se tornar ilustrador da série Contractor M&Y lançada na Weekly Shonen Jump! Porém esta série fracassou, e novamente ele voltou a lançar One-Shots.

Porém a Jump decidiu não desistir do seu talento, colocando-o para simples assistente. Assim, o uniu ao grande escritor Nisio Isin, em um novo projeto: Medaka Box!

Nisio Isin (Também conhecido como: NisiOIsiN) podemos considerar um dos gênios do mundos dos mangás. Nascido em 1981, é um romancista Japonês que decidiu ir para as bandas dos mangás, antes de ser resumir a escrever livros e light-novels.

Logo após se formar na universidade, foi lançado vários trabalhos diversos como Zaregoto (2002), Ningen (2002), Monogarati (2006) Porém ele logo quis expandir mais o seu universo, e começou a criar Novels de alguns mangás que ele admirava, como:

xxxHolic: Another Holic Landolf-Ring Aerosol (2006)
Death Note Another Note: Los Angeles BB Murder Cases (2006)

Assim Nisio Isin começou a sua aventura de "homem multi-função" - Onde no mesmo ano que lançou novels própria como Monogarati, lançou também novels spin-off de mangás famosos e até lançou um própria mangá tendo como ilustrador Yun Koga (Criador de Loveless e Earthian).

Assim a Jump não quis perder tempo, vendo o artista que Nisio Isin é, logo o contratou para produzir um One-Shot com um dos ilustradores mais respeitados da revista, isto mesmo: Takeshi Obata (Ilustrador de Hikaru no Go, Death Note, Bakuman e Blue Dragon) - O nome da One Shot é Urooboe Uroboros! e foi aclamado pela crítica.

Logo após de confirmar que Nisio podia funciona perfeitamente na revista, a Jump "pediu" (Sim, porque com um cara deste, o máximo que a Jump pode fazer é pedir) para que ele trabalhasse em uma série junto com Akira Akatsuki, um ilustrador talentoso, mas sem nenhum trabalho de destaque.

Nisio Isin que já tinha o roteiro na sua mente, aceitou o trabalho com Akira, que ele já conhecia, e assim começou o projeto Medaka Box em 2009 - Que o se tornou o sucesso que é.

Porém mesmo assim Nisio Isin decidiu que não deveria parar de escrever... E como não tem nenhum contrato de exclusividade com a Shueisha/Jump (Só quem pode faz isto né? haha), lançou um mangá pela Kodansha, Zerosaki Soshiki (Ilustrator Iruka Shiomiya) em 2011, , no mesmo ano também lançou um novel de Jo'Jo Bizarre Adventure Over Heaven pela Shueisha e também em 2011 lançou o trabalho Shojo Fujubun. Em 2012 também lançou alguns trabalhos, como Himei Den!

Atualmente, Medaka Box não passa por boa fase nos TOCs, ficando sempre no Bottom 5... Mas por vender bem, e ter o nome de Nisio Isin não corre muito risco de cancelamento. Porém, se as vendas caíram, pode sim ser cancelado! Não é porque o Nisio Isin está por trás do mangá que o sucesso será eterno, correto?

Para ler Medaka Box, na mangasPROJECT, clique na imagem


Os Mangakás Especiais!


Estou abrindo a categoria dos mangakás "Especiais" (Depois gigantesca dissertação sobre Nisio Isin, acredito que daria para fazer uma tese de doutorado sobre ele). Os mangakás especiais são aqueles fizeram grande obras para a revista se eternizando nelas, porém não fazem mais parte da Jump - Também entrará o criador de Kochikame, já que ele tem uma vaga especial na Revista

Assim, vamos logo ao dois autores desta semana.

Kazuki Takahashi (Yu-Gi-Oh)

O primeiro autor "especial" é Kazuki Takahashi, criador da série tão aclamada, Yu-Gi-Oh. Nascido em 1961, Kazuki teve o seu primeiro trabalho publicado somente em 1990, que foi Tokio no Tsuma... Porém o mangá não foi bem recebido, e logo fracassou.

1 ano depois ele lançou o mangá Tennenshokudanji Buray, que inicialmente teve um começo mediano, podendo ter futuro, mas novamente foi um fracasso - Assim, Kazuki Takahashi começou a passar por problemas, já que aos plenos 30 anos, todos os seus trabalhos foram um fracasso, ou tiveram um sucesso modesto.

Porém em 1996, já com 14 anos de experiencia desenhando profissionalmente, Takahashi lança um One-Shot na Weekly Shonen Jump, chamado Magic and Wizards! O mangá foi tão bem aceitou, que o diretor da Jump mandou imediatamente Takahashi serializa-lo... Assim Takahashi mudou o nome da série, e lançou Yu-Gi-Oh.

A febre foi instantânea. O mangá vendeu milhares de exemplares na primeira edição, a Konami (E a Shueisha) lucraram horrores vendendo cartas... O fenômeno se alastrou por todo o mundo, chegando inclusive ao Brasil! Todos queriam comprar as cartas de Yu-Gi-Oh, todos queriam completar o exodia!

O sucesso no Brasil foi tão grande que até o filme no anime foi passado o cinema, algo muito raro para um país (Eu me lembro que até eu fui assistir). Yu-Gi-Oh foi encerrado em 8 de Março de 2004, mas continua a ganhar novas versões em outras revistas! Takahashi em seu único sucesso, fez toda a sua vida!

Para ler Yu-Gi-OH, na mangás Project, clique na imagem

Takehiko Inoue (Slam Dunk e Vagabond)

Inoue é um dos grandes mankagás da atualidade, o "embaixador japonês do basquete". Nasceu em 1967, começou a carreira como assistente de Tsukasa Hojo no mangá City Hunter em 1988, mas ele não perdeu tempo... E já lançou o seu primeiro One-Shot no mesmo ano, intitulado de Kaede Purple.

O mangá foi bem recebido, e sua capacidade de ilustrar elogiada, assim a Shonen Jump decidiu torna-lo ilustrador do mangá Chamaleon Jail (Escritor: Watanabe Kazuhiko), porém, felizmente o mangá não foi muito longe, e Inoue voltou a ficar sem "emprego".

Eu digo felizmente, porque um ano depois ele lançou o mangá próprio: Slam Dunk! O mangá fez um sucesso estrondoso, e em APENAS 2 volumes já havia vendido 700 mil cópias! A série foi aclamada  por todos os japoneses. E em 1995 ele ganhou o prêmio Shogakukan Manga de melhor Shounen! (O mesmo que Sket Dance ganhou em 2010).

Porém, um ano depois, em 1996 o mangá de Slam Dunk chegou ao fim para a tristeza dos japas. Porém Slam Dunk foi cravado na história dos mangás, vendendo mais de 120 milhões de cópias e tendo 101 episódios de Anime! - No Brasil a Conrad lançou o mangá com 31 volumes!

Mesmo com o final de Slam Dunk, Inoue não quis dizer o basquete para o lado, e junto com a ESPN lançou a série Buzzer Beater. Em 1998 Inoue volta a desenhar mangás, o One-Shot Piercing, que lógico... Só pelo nome de Inoue atraiu muitos fãs e foi amada pela crítica

No mesmo ano ele lançou o seu novo mangá, Vagabond, que até hoje é escrito... O mangá novamente foi aclamado pela criticas e fãs do autor. E até hoje é bastante lido, mesmo que não chega aos pés do sucesso de Slam Dunk!

Em 2001, Takehiko Inoue criou o mangá Real, também voltado a basquete, mas agora para cadeirantes. A série, como Vagabond e Slam Dunk também foi bastante premiada e como sempre aclamada pela crítica (Inoue ser aclamado pela critica chega ser pleonasmo).

Atualmente, Inoue continua escrevendo Vagabond e Real... E continua recebendo prêmios por Slam Dunk, mesmo tendo mais de 15 anos que acabou o mangá! Inclusive, em 2007 foi considerado o mangaká preferido pelos japoneses! 

Para ler Slum Dunk, na mangasPROJECT, clique AQUI
Para ler Vagabond, na mangasPROJECT, clique AQUI

Até o próximo Domingo pessoal! Com mais 7 mangakás (Ou mais, caso tenha duplas, como esta semana).

Veja também:
Parte 2
Parte 3

13 comentários:

  1. Gostei da iniciativa, belo post! Não sabi que Medak Box vendia bem, é a única explicação aceitável para o mangá continuar sendo serializado. Torcendo que no próximo post terminem minha lista de mangakas favoritos, com Hideaki Sorachi(Gintama) e Nobuhiro Watsuki(Rurouni kenshin/samurai x)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Mas então, Medaka Box vende bem comparado, mas não vende tanto assim... Com esta onde de capítulos ruins tem chance de venda cair muito.

      Acho que Medaka Box pode ser comparado a Hunter x Hunter neste quesito, HxH tem posições no TOC horríveis, assustadores, constantemente viamos ele na lanterninha, mas o volume vende muito bem... Chega a soar estranho! Outra coincidência deste dois mangás são os nomes, um é Togashi por trás, e outro é Nisio Isin, grande autores que a Jump dá liberdade de fazer tudo na revista.

      E para encerrar, tenho boas e más noticias para você, na próxima parte haverá um desses autores, porém, somente um, o outro só chegará em outro parte, hehe!

      Excluir
    2. Entrei com minha conta agora(sou o anônimo), valeu. Acho que além do que vc citou o peso Nisio Isin ajuda na a desequilibrar a balança.
      Imagino qual será o próximo xD

      Excluir
  2. Gostei muito do post!

    Realmente, muitas vezes lemos uma obra e mal conhecemos a vida de quem a escreve. Achei legal citar as dificuldades que alguns passaram. Isso só mostra que se esforçar vale a pena. Curti, em especial, sobre o Masashi Kishimoto. Quem imaginaria que depois ele criaria um mangá tão épico, não é verdade...

    Assim como o colega ali em cima, também estou curioso sobre o Nobuhiro Watsuki(Rurouni kenshin/samurai x)..no aguardo da próxima postagem. flw.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a Jump nunca viu o Kishi como um mangaká que faria tanto sucesso assim - Lógico, o via como um bom mangaká (Então nem entraria na revista), mas não que chegaria a este ponto. Atualmente é inclusive o segundo mangaká mais importante da atual revista (Perdendo somente para Eiichiro Oda).

      Excluir
  3. Post bastante interessante, achei bastante interessante as informações sobre os autores, principalmente Nisio Isin, de Medaka Box!

    Como John Titor disse: "Muitas vezes lemos uma obra e mal conhecemos a vida de quem escreveu". E é interessante saber quem está por trás das principais obras da Shounen Jump! Estou ansioso e curioso para as outras partes!

    P.S: Inoue GÊNIO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inoue é um grande autor, um dos mais fantastico que já surgiram no mundo dos mangás. Uma obra dele é certeza de sucesso - É impossível não começar a gostar de basquete depois de ler Slam Dunk, hahaha.

      Excluir
  4. amei essa matéria sobre os mangakás em especial yugioh! e medaka box que sequer sabia que eram uma dupla,sobre oda e kishimoto já avia lido seus históricos mas vale reler e takehino é um gênio e ponto o considero do mesmo nivel de kentaro miura de berserk sua fã pra caral%#* .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Medaka Boxl foi para mim o mais difícil de se escrever, foi complicado demais... O cara tinha muitas obras, e fiquei pensando como encaixa-las de forma coerente.

      Já Takahashi vou mais simples, ele tem uma "biografia" mais limpa... Porém não menos genial, o que ele conseguiu com Yu-Gi-Oh é invejável... Até hoje tem gente que joga com as cartas de Yu-gi-Oh, fazem campeonato e tudo mais.

      Excluir
  5. YU-GI-Oh foi realmente foda pena que não teve continuidade...so ficam lanlçando novas series de anime mais sem o YuGi fica um lixo esses novos animes....

    ResponderExcluir
  6. só para comentar materia muito boa q venha mais muitas partes ,e o Takahashi mostra q vc não pode desistir ele conseguiu sucesso em sua provavel ultima chance

    ResponderExcluir
  7. Q venham mais muitas outras partes otima materia

    ResponderExcluir
  8. é uma materia de varias partes mesmo espero q ainda tenham mais pela frente ^-^

    ResponderExcluir

onload='emoticon()'