terça-feira, 4 de abril de 2017

Análise: TOC Weekly Shonen Magazine #17 (Ano 2017).


Pendurando as Chuteiras


Escrito por Diego Felipe

A edição #17 ficará marcado pelo fim do veterano Area no Kishi, que após pouco mais de dez anos de publicação e 498 capítulos lançados (faltou pouco para os 500, hein?) é encerrado. Enquanto isso vemos que 8-gatsu Outlaw pode ter o mesmo destino que 6cm no Kizuna, que já teve seu cancelamento anunciado. Bem, vamos direto à TOC (Table of Contents).

TOC Weekly Shonen Magazine #17 (2017):
Nanatsu no Taizai Gaiden - Ningyou wa Ai o Kou (Capa Física, Capa Digital, Página Colorida de Abertura, Capítulo Especial, 43 pg.) (pausado no capítulo 211)
01. Ahiru no Sora (capítulo 552)
02. Fuuka (capítulo 149)
03. Fumetsu no Anata e (capítulo 18)
Tokyo Revengers (Pré-Rank, Página Colorida) (capítulo 05)
04. Real Account (capítulo 109)
05. Fairy Tail (capítulo 528)
06. Rankers High (capítulo 08)
07. En En no Shouboutai (capítulo 73)
08. Seitokai Yakuindomo (capítulo 418)
Area no Kishi (Página Colorida, Último Capítulo) (capítulo 498)
09. Senryuu Shoujo (capítulo 26) 
10. Hajime no Ippo (capítulo 1177)
11. Hoshino、Me o Tsubutte。 (capítulo 48)
12. Baby Steps (capítulo 420)
13. 6cm no Kizuna (capítulo 13)
14. DAYS (capítulo 193)
15. 8-gatsu Outlaw (capítulo 14)
16. Domestic na Kanojo (capítulo 135)
17. Daiya no Ace - Act II (capítulo 73)
18. Kindaichi Shounen no Jikenbo R (*)
HiGH&LOW g-sword (Pré-Rank) (capítulo 02)
Tsurezure Children (Ausente) (pausado no capítulo 135)

LEGENDA
(*) - Numeração do capítulo não identificada

TOC Weekly Shonen Magazine #18 (2017):
- Capa Física, Capa Digital: Domestic na Kanojo
- Páginas Coloridas de Abertura: Rakuraku Shinwa, por Tarou Tsubasa (Novo Mangá, 63 pg.)
- Páginas Coloridas: Domestic na Kanojo, Senryuu Shoujo
- Fim (Cancelamento): 6cm no Kizuna


As capas física e digital, além da página colorida de abertura, ficaram para Nanatsu no Taizai Gaiden - Ningyou wa Ai o Kou, um capítulo especial de Nanatsu no Taizai. Uma das outras páginas coloridas foi para Tokyo Revengers, novato que ainda está em seu quinto capítulo publicado. O novato High&Low g-sword também está apenas em seu segundo capítulo e ficou na última posição da ordem de leitura (o que não é surpreendente, pois trata-se apenas de um spin-off especial de High&Low). O gag mangá Tsurezure Children esteve ausente nessa edição, mas deve retornar já na próxima edição.

E por último e mais importante: Area no Kishi se despede do público nessa edição, após dez anos e meio de publicação. Chegou a hora do mangá pendurar as chuteiras e ser finalizado. Apesar da queda de popularidade nos últimos anos e de ter ficado no limbo do esquecimento Area no Kishi ainda será lembrado como um mangá de futebol com boa aceitação pelo público japonês.

A primeira colocação entre os mangás ranqueados ficou para o grande veterano Ahiru no Sora, que apesar de estar passando por uma queda nas vendas de seus volumes prossegue estável na line-up, sem riscos de cancelamento. Já na segunda posição está Fuuka, cujo décimo quarto volume vendeu 84 mil cópias em dois meses. A obra não teve um aumento nas vendas de volumes com a transmissão do anime e pelo visto aos poucos perderá o apelo comercial.

Na terceira colocação está o novato Fumetsu no Anata e, que conseguiu apresentar um resultado bom nas vendas de seu primeiro volume e já conseguiu se estabilizar na revista. Em pouco mais de dois meses o primeiro volume vendeu quase 81,5 mil cópias. Admito que esperava um desempenho melhor por ser uma obra da mesma autora do popular Koe no Katachi, que teve ótimas vendas de volumes e cujo filme animado fez sucesso nas bilheterias japonesas. Também é preciso considerar que as vendas de Fumetsu podem aumentar com o lançamento do segundo volume. Para todos os efeitos Fumetsu ainda tem chão pela frente.

Página Colorida de Abertura: Nanatsu no Taizai Gaiden - Ningyou wa Ai o Kou 


Mais uma vez Real Account consegue pegar uma posição alta na ordem de leitura, assim como na edição passada: ficou com o quarto lugar. No entanto o tabu de não ganhar uma página colorida já está durando muitas edições. E isso porque em um mês o volume #13 da obra vendeu pouco mais de 84 mil cópias e a um prazo um pouco mais longo deve chegar à marca de 100 mil cópias vendidas. Ou seja, não é por queda ou baixo desempenho que Real Account não está recebendo páginas coloridas.

Na quinta posição está o (ainda) pilar Fairy Tail, cujo 59º volume vendeu 325 mil cópias em pouco mais de três meses. O desempenho é muito aquém do que Fairy Tail conquistava no passado, mas ainda assim a obra de Hiro Mashima prossegue como uma das mais rentáveis da revista, tanto é que mês que vem, no dia 06 de maio ocorre a estreia do filme animado Fairy Tail: Dragon Cry. Vale lembrar que Fairy Tail está em seu arco final e, mesmo que o autor demore para finalizar a obra (o que é possível) os editores já devem se preparar (ou deveriam, pelo menos) para a perda de uma obra com bom rendimento comercial.

Sendo ranqueado pela primeira vez, Rankers High pegou a sexta colocação. É um bom ranqueamento, embora não signifique que a situação da obra será estável ou que fará sucesso. Mas pelo menos por ora Rankers High tem chances de, ao menos, escapar de ser cancelado precocemente. O que determinará de vez a estabilidade ou cancelamento futuro de Rankers High será as vendas de seu primeiro volume, ainda sem previsão de estreia. 


Página Colorida: Tokyo Revengers

Em sétimo está En En no Shouboutai, cujo sétimo volume vendeu 109,5 mil cópias em um mês. En En já tem um ano e meio de publicação e 73 capítulos lançados. A obra está bem confortável no plantel e não corre risco algum de cancelamento. As vendas não estão aumentando, no entanto, o que pelo visto só pode voltar a acontecer em uma eventual adaptação em anime. Já em oitavo ficou Seitokai Yakuindomo, que segue em uma situação tranquila e mesmo com 10 anos de publicação ainda apresenta um bom rendimento e terá um filme animado sendo exibido nos cinemas japoneses em 21 de julho.

Na nona posição está o gag mangá Senryuu Shoujo, que ainda está na busca de sua popularidade na revista enquanto fica a espera dos resultados do primeiro volume. Senryuu até tem um rendimento positivo, embora não tenha recebido marketing na época de sua estreia. Fechando o Top 10 está o grande veterano Hajime no Ippo, cada vez mais perto da marca de 1200 capítulos publicados, A obra atualmente vende em média 150 mil cópias por volume. Não é uma quantidade tão elevada quanto Ippo já vendeu no passado, mas para um mangá com quase três décadas de publicação, o mangá de boxe vende muito bem.

Na décima primeira colocação está Hoshino、Me o Tsubutte。 , que embora não tenha vendas muito elevadas (vende pelo menos 40 mil cópias em média por volume) por enquanto vai conseguindo se manter na revista e está perto de completar um ano de publicação. Hoshino tem uma boa aceitação entre os leitores, o que contribui para que a obra permaneça na revista, pelo menos a curto prazo.

Página Colorida: Area no Kishi

Em décimo segundo lugar está o mangá de tênis Baby Steps, que atualmente não está recebendo tanto destaque quanto antes, mas ainda tem sua estabilidade assegurada e continua com um bom rendimento nas vendas de seu volume, apesar da queda de desempenho recente. Apesar de enfim ter conseguido ser ranqueado fora do bottom, não há mais volta: 6cm no Kizuna será cancelado na próxima edição, sem deixar saudades. Mais um caso de obra promissora que não vinga. A Shonen Magazine até conseguiu encontrar obras com rendimento estável no plantel em 2016: Hoshino、Me o Tsubutte。 e Fumetsu no Anata e. (Caso venda a um bom nível, Senryuu Shoujo também pode se juntar ao grupo). Porém Hoshino não vende muito e o rendimento de Fumetsu ainda não é muito elevado. Não está fácil para a revista a missão de encontrar um mangá com rendimento fenomenal.

Quem abre o bottom dessa edição, na décima quarta colocação, é o mangá de futebol DAYS. Vale lembrar que DAYS está perto de alcançar a importante marca de 200 capítulos publicados e que seu vigésimo volume vendeu quase 170 mil cópias em pouco mais de dois meses de vendas, resultado satisfatório/bom para os padrões da Shonen Magazine. Ainda que de forma relativamente moderada, o anime de DAYS contribuiu para uma melhora de rendimento do mangá, que ainda mantém o apoio dos editores.

Se na próxima edição 6cm no Kizuna será cancelado, 8-gatsu Outlaw também deve ter o mesmo destino, só que talvez mais tarde do que seu colega de leva. O primeiro volume de 8-gatsu vendeu apenas pouco mais de 2,6 mil cópias em três dias, quantidade inferior até mesmo às vendas do quarto volume de Dr. Prisoner (que no mesmo período vendeu pouco mais de 3,3 mil cópias). Já dá pra dizer que o cancelamento (ainda que a prazo mais longo) de 8-gatsu é iminente.

Página Colorida: Area no Kishi


Na décima sexta posição quem deu as caras foi Domestic na Kanojo, cujo décimo segundo volume vendeu pouco mais que 65,5 mil cópias em um mês de publicação. É um bom rendimento para uma obra com uma temática relativamente mais madura e que mantém um bom apoio de editores e leitores. Na próxima edição, inclusive, DomeKano receberá a capa física e a capa digital, além de uma página colorida.

Surpreendentemente temos um pilar ocupando a décima sétima e antepenúltima posição da ordem de leitura: o mangá de beisebol Daiya no Ace - Act II. Essa posição foi baixa para os padrões da obra, que geralmente consegue ficar no Top 10 ou ao menos fora do bottom. Mas as vendas de Daiya (que estão na média de 350 mil cópias vendidas por volume) seguem indo bem e o mangá ainda tem muita força entre os leitores e o grupo editorial.

No décimo oitavo lugar e no penúltimo lugar da ordem de leitura está o veterano Kindaichi Shounen no Jikenbo R, que ultimamente tem aparecido com frequência nas últimas posições da ordem de leitura. Porém essas aparições no bottom não representam ameaça para a estabilidade desse mangá, que é uma das continuações da franquia de Kindaichi. A obra permanece segura na line-up e não corre nenhum risco de cancelamento.


SITUAÇÕES DOS MANGÁS

PilaresDaiya no Ace - Act II, Fairy Tail, Nanatsu no Taizai
Seguros e Estáveis: Ahiru no Sora, Baby Steps, DAYS, Domestic na Kanojo, Enen no Shouboutai, Fuuka, Fumetsu no Anata e, Hajime no Ippo, Kindaichi Shounen no Jikenbo R, Real Account, Seitokai Yakuindomo, Tsurezure Children
Aparentemente Seguro: HiGH&LOW g-sword, Hoshino、Me o Tsubutte, Senryuu Shoujo
Em Busca de Estabilização: Rankers High, Tokyo Revengers
Encerrado (Fim Natural): Area no Kishi
- Cancelado Iminente: 8-gatsu Outlaw
Cancelado: 6cm no Kizuna

Bem, pessoal, assim termina a análise da edição #17 da Weekly Shonen Magazine. Gostaria de agradecer à atenção dos leitores pelo conteúdo trazido nos comentários (críticas, informações, sugestões, etc.)
Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

onload='emoticon()'