segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Análise: TOC Weekly Shonen Magazine #41 (Ano 2017).


A Décima Quinta Estreia


escrito por Diego Felipe


Hum, vejamos... 8-gatsu Outlaw, 6cm no Kizuna, Tokyo Revengers, HiGH&LOW g-sword, Ohayou Survive, Rakuraku Shinwa, Rankers High,  Tsue Petit Mahou Tsukai ♀ no Bouken no Sho, Runway de Waratte, World End Crusaders, Kanojo, Okarishimasu, Kessen no Kuon, Gotobun to Hanayome, Seishun Souzanku... Esses foram os 14 novatos lançados até a edição #40 de 2017. Nessa edição #41 estreou o décimo quinto novato do ano: Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai. 

Vale lembrar que desses quatorze novatos anteriores seis já foram finalizados (seis por cancelamento e um por curta duração planejada), cinco estão sendo ranqueados (e desses cinco um já terá um cancelamento iminente), quatro ainda passarão a ser ranqueados... E por ora nenhum alcançou resultados expressivos. Já se passaram 37 edições nesse ano. Será que em 2018 ainda veremos pelo menos um ou dois novatos começando a dar frutos? Bem, só saberemos disso mais pra frente. Por enquanto fiquem com o índice da vez.


TOC Weekly Shonen Magazine #41 (2017):
Domestic na Kanojo (Página Colorida de Abertura, 22p.) (capítulo 156)
Seishun Soukanzu (Pré-Rank, Páginas Extras) (capítulo 02)
01. Tsue Petit Mahou Tsukai ♀ no Bouken no Sho (capítulo 18)
Gotobun no Hanayome (Pré-Rank, Páginas Extras) (capítulo 05)
Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai (Página Colorida, Novo Mangá) (capítulo 01)
02. Tokyo Revengers (capítulo 29)
03. Kanojo, Okarishimasu (capítulo 09)
04. Tsurezure Children (capítulo 157)
05. Real Account (capítulo 131)
06. Daiya no Ace - Act II (capítulo 93)
DAYS (Página Colorida) (capítulo 215)
07. Nanatsu no Taizai (capítulo 234)
08. Fuuka (Capa Física, Capa Digital, Capítulo Duplo) (capítulos 170 e 171)
09. Senryuu Shoujo (capítulo 49)
10. Seitokai Yakuindomo (capítulo 439)
11. Hoshino、Me o Tsubutte。 (capítulo 67)
12. Runway de Waratte (capítulo 15)
13. En En no Shouboutai (capítulo 95)
14. Baby Steps (capítulo 439)
Kessen no Kuon (Pré-Rank) (capítulo 06)
15. World End Crusaders (capítulo 13)
16. Kindaichi Shonen no Jikenbo R (?)
Fumetsu no Anata e (Ausente)  (pausado no capítulo 38)
Ahiru no Sora (Em hiato) (pausado no capítulo 561)
Hajime no Ippo (Fora da Raw Digital) (?)

TOC Weekly Shonen Magazine #42 (2017):
- Página Colorida de Abertura: Runway de Waratte
- Páginas Coloridas: Hoshino, Me wo Tsubette e Kessen no Kuon


Página Colorida de Abertura: Domestic na Kanojo

Fuuka pode ter ganho a capa e dois capítulos nessa edição. Porém não ganhou páginas coloridas, portanto está sendo ranqueado. Já a página colorida de abertura foi para Domestic na Kanojo, que ainda está em situação estável na revista. As outras páginas coloridas foram para o décimo quinto estreante do ano (Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai) e para o mangá de futebol DAYS.

Os novatos Seishun Souzanku (em seu segundo capítulo), Gotoubun no Hanayome (quinto capítulo) e Kessen no Kuon (sexto capítulo) estão em fase de pré-ranqueamento. As obras só passarão a ser ranqueadas a partir do oitavo capítulo. Fumetsu no Anata e esteve ausente nessa edição, mas deve retornar já na próxima edição. Já o veterano mangá de basquete Ahiru no Sora segue em hiato, sem previsão de retorno.

Três novatos ficaram ranqueados nas três primeiras posições: Tsue Petit Mahou Tsukai ♀ no Bouken no Sho (primeira posição),  Tokyo Revengers (segunda posição) e Kanojo, Okarishimasu (terceira posição). Kanojo, Okarishimasu passou a ser ranqueado a partir da edição anterior, então ainda é cedo para dizer se a obra fará sucesso. Ainda não tenho dados de vendas de volumes de Tsue Petit e, pelo que sei, Tokyo Revengers ainda não apresenta um nível de vendas realmente satisfatório, mas vai se mantendo a curto prazo.

Página Colorida de Abertura: Domestic na Kanojo

No quarto lugar temos Tsurezure Children, que segue em situação estável na revista, sem riscos de cancelamento. A obra não vende muito, mas seu rendimento é satisfatória e não a toa a obra ganhou uma adaptação em anime. Real Account ficou na quinta posição, o que podemos até considerar como uma posição relativamente alta na ordem de leitura. Porém, mais uma vez a obra deve demorar a ganhar uma página colorida. A média de vendas do mangá é satisfatória.

A sexta e a sétima colocações foram ocupadas pelos pilares Daiya no Ace - Act II e Nanatsu no Taizai. Ambos os mangás são obras de nível de vendas muito forte na revista. Daiya vende 350 mil cópias em média por volume, enquanto Nanatsu vende pelo menos 550 mil cópias por volume. São de longe as obras mais estáveis de todo o plantel, embora seja preciso ressaltar que Nanatsu pode acabar em não muito tempo, haja visto que está em seu arco final. Já a continuação de Daiya deve durar um bom tempo ainda.

Em oitavo está Fuuka, que, como expliquei acima, até ganhou capa como regalia. Mas só deixaria de ser ranqueado se ganhasse página colorida. Não ganhou e portanto está ranqueado na oitava colocação. Os editores até demonstram interesse em manter Fuuka pelo tempo que for necessário, mas é nítido que o mangá não causa mais grandes expectativas nesses mesmos editores. Eu diria que Fuuka pode não se manter por muito tempo na revista, tendo chances consideráveis de acabar entre 2018 e 2019. Mas só o tempo dirá se estou certo ou não.

Página Colorida: Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai

A nona posição ficou para Senryuu Shoujo, que por enquanto parece estar em situação estável no plantel, embora isso não seja garantido de que permanecerá a longo prazo. Pelo menos a curto prazo Senryuu vai se garantindo. E depois de algumas aparições no bottom, Seitokai Yakuindomo consegue subir um pouco mais nessa edição e fica com o décimo lugar. A obra ainda se encontra em uma situação muito tranquila, com um nível de vendas melhor que o de muitas obras novatas ou mais recentes, como Hoshino, Senryuu Shoujo, Real Account, Tsurezure, etc.

E, falando em Hoshino, depois de se ausentar por duas edições seguidas, Hoshino、Me o Tsubutte。 está de volta... e já aparece na porta do bottom, na décima primeira posição. Bom, o importante é que está de volta. Apesar de não apresentar um rendimento espetacular, Hoshino tem uma satisfatória média de vendas de 60 mil cópias por volume em pouco mais de um mês e ainda mantém uma boa recepção interna.  Isso garante que o mangá se mantenha em uma situação tranquila no plantel.

Quem abre o bottom dessa vez é Runway de Waratte, no décimo segundo lugar. É a primeira vez que esse novato (atualmente em seu décimo quinto capítulo) aparece no bottom. Mas ainda é cedo para se preocupar ou interpretar essa posição baixa com maus olhos. Basta levar em conta que as posições dos mangás da Weekly Shonen Magazine costumam variar a cada edição. A situação de Waratte só começaria a se mostrar muito preocupante se a obra começasse a aparecer com frequência no bottom. Outra fator a lembrar é que En En no Shoboutai, obra estável da revista, também apareceu algumas vezes no bottom em seus primeiros ranqueamentos, não significando nada além de uma variação de posições da ordem de leitura.

Página Colorida: Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai

Falando em En En... Depois de ter sido ranqueado no segundo lugar da edição anterior, En En no Shouboutai despenca na ordem de leitura e fica entre os últimos da edição, na décima terceira colocação. A situação de En En, vale lembrar, é muito tranquila, pois a obra vende em média 100 mil cópias por volume e tem potencial comercial para expandir esse rendimento após uma adaptação em anime. Em suma, En En não só não corre riscos de cancelamento, como é vista como uma obra promissora pelos editores.

Ausente na edição anterior, Baby Steps volta a ter capítulo lançado nessa edição e dá as caras no bottom, ficando com o décimo quarto lugar. O mangá de tênis, que completará dez anos de publicação no mês que vem, pode não apresentar mais um rendimento tão elevado, mas ainda assim é um mangá com um nível de vendas de volumes muito bom (superior a 100 mil cópias por volume) e ainda mantém o apoio dos editores, ainda que com destaque reduzido.

Em décimo quinto ficou World End Crusaders, um novato condenado. Aparecendo com enorme frequência no bottom, sem demonstrar mudanças de posições a cada nova edição e sem ganhar destaque pelos editores, o cancelamento é apenas questão de tempo. E seria o sétimo estreante desse ano a ser encerrado e o sexto novato a ser cancelado... A décima sexta posição foi para Kindaichi Shonen no Jikenbo R, que mais uma vez aparece no bottom. Mas, fãs da franquia Kindaichi, podem ficar tranquilos: a obra, que dá continuidade à franquia atualmente, não corre risco nenhum de cancelamento, ainda mais considerando sua boa média de vendas de volumes e a boa audiência que os animes ainda possuem.

Página Colorida: DAYS


SITUAÇÕES DOS MANGÁS

PilaresDaiya no Ace - Act II, Nanatsu no Taizai
Seguros e Estáveis: Ahiru no Sora (Em hiato), Baby Steps, DAYS, Domestic na Kanojo, En En no Shouboutai, Fuuka, Fumetsu no Anata e, Hajime no Ippo (Ausente das TOCs digitais), Hoshino、Me o Tsubutte, Kindaichi Shounen no Jikenbo R, Real Account, Seitokai Yakuindomo, Tsurezure Children
Aparentemente Seguros: Senryuu Shoujo, Tokyo Revengers
Em Busca de Estabilização: Gotobun no Hanayome, Kanojo、Okarishimasu, Kessen no Kuon,  Mako-san wa Shindemo Jiritsu Shinai, Runway de Waratte, Seishun Soukanzu, Tsue Petit Mahou Tsukai ♀ no Bouken no Sho
Em Risco de Cancelamento: World End Crusaders


LEMBRETE

Vale lembrar que Hajime no Ippo não é lançado digitalmente e como ultimamente as raws acessíveis ao público ocidental foram as raws digitais, muitas vezes não é possível saber em que posição ficou esse mangá de boxe com quase três décadas de publicação. Foi o que ocorreu dessa vez e por isso não tem sido possível colocar o mangá de George Morikawa na análise.


Bem, pessoal, assim termina a análise da edição #41 da Weekly Shonen Magazine.
Até a próxima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

onload='emoticon()'