sábado, 9 de fevereiro de 2013

Conhecendo os autores da Weekly Shonen Jump! - PARTE 2



Neste artigo você poderá ler a segunda parte desta série de post que estou criando, onde conto várias informações e curiosidades dos principais autores da Shonen Jump! Ao todo quase 30 autores serão cobridos, algo já mais visto na história de um artigo (Exagerado, jogados aos seu pés, eu sou mesmo exagerado). Não perca tempo e veja comece mais uma maratona de leitura e conhecimento!

Se você ainda leu a primeira parte, clique aqui, e leia imediatamente! - Antes de tudo, gostaria de avisar que fiz uma leve mudança no sistema de apresentação dos autores... Os dois novos autores da Jump, escritores de World Trigger e Koi Suru Edison, não estarão neste artigo, já que serão cobridos no artigo de "Primeiras impressões", assim, pude adicionar mais outros dois autores importantes da Jump, sem encher demais o artigo - Agora vamos ao que interessa, os autores

Tite Kubo (Bleach):


Tite Kubo, nascido em Hiroshima, no ano de 1977, só começou a desenhar de forma semi-profissional no ensino médio, onde inclusive criou o seu primeiro mangá: Zombiepowder. Esperançoso que este mangá pudesse chegar longe, Kubo mandou o seu trabalho para a Shonen Jump.

Acreditando em um possível sucesso do mangá, o diretor da Jump decidiu serializar o mangá - Infelizmente, o diretor da Jump e Kubo estiveram completamente errados. O mangá até teve um começo mediano, conseguindo se suportar por algumas semanas na revista, mas logo despencou e assim foi cancelado no seu quarto volume!

Porém, este fracasso não desanimou Kubo e junto com o seu editor começo um novo projeto: Bleach! Quando o One-Shot foi terminado, ele decidiu manda-lo para a Jump, que recusou de forma assustadora.

Porém ele continuou acreditar que Bleach poderia ser sim sucesso e começou a mandar o trabalho para vários autores avaliarem, um deles foi Akira Toryama, que revelou gosta muito da história que ele criou para Bleach.

Depois de várias mudanças no roteiro, Kubo decidiu mandar novamente Bleach para a Jump, que aí aceitou o trabalho, serializando-o. Atualmente, Bleach já está na sua saga final, fez um sucesso gigantesco e realizou a vida de Kubo como autor!

Hirakata Masahiro (Shinmai Fukei Kiruko-San):


Masahiro é um daqueles autores tão novos que pouca informações foram reveladas. Criador da série supernova, Shinmai Fukei Kiruko-San (Rookie Policewoman Kiruko-San) não tem nenhuma obra de importância por trás.

O seu primeiro trabalho na Jump, inclusive, é esta série, que atualmente não foi tão recebida pelo TOCs, mas conseguiu uma alta popularidade nos fórums japoneses. O seu futuro é incerto, porém caso falhe nesta sua primeira empreitada, pode tentar novamente... Vimos a cima, com Kubo, que nem sempre  o autor consegue o sucesso de primeira vez, correto?

Hideaki Sorachi (Gintama):


Nascido em 1978, Hideaki Sorachi, era mais um daqueles garotos que sonhavam em um dia se tornarem grandes Mangakás famosos - Porém, diferente de muitos que agora estão na revista, ele nunca teve o apoio de seus país.

Ainda criança, quando Hideaki mostrou pela primeira vez os seus rascunhos de desenho, o seu pai começou a rir da sua cara e também do seu sonho de se tornar mangaká... Na visão do Sr.Sorachi, o seu filho já mais conseguiria se tornar alguém de importante naquela área.

Este ato do seu pai, fez que Hideaki acreditasse de fato de não ser capaz, desistindo do seu sonho. Porém, após terminar o colegial, ele não encontrou nenhum emprego, assim começou a trabalhar vendendo desenhos, ou desenhando para as pessoas.

Um dia, o recomendará mandar um trabalho a Jump... Assim ele decidiu mandar, e a revista viu bastante potencial nele. Após alguns One-Shots de treino... Sorachi lançou Gintama, que imediatamente fez um sucesso estrondoso. 

Hideaki Sorachi tem uma ótima relação com os mangakás da revista, mas principalmente com Kenta Shinohara (Criador do mangá Sket Dance), que foi o seu assistente por vários anos, inclusive existe um Crossover entre Gintama e Sket Dance.

Atualmente Gintama continua firme-forte na revista, porém ás vezes tem uma queda de rendimento e vai parar na zonas perigosas, porém, normalmente consegue se recuperar e voltar ao topo. Se depender do público, não é tão cedo que Gintama sairá da revista mais de mangás mais respeitada do Japão!

Kaito (Cross Manage):

Um dos autores novatos da Jump, Kaito é o criador do mangá Cross Manage (Traduzindo, Será Cancelado) - O seu primeiro trabalho foi o One-Shot Anti Love Sentai, que foi muito bem aceito pelo público.

Porém, mesmo com a boa aceitaçãodo One-Shot Ecchi, a Jump ainda não acreditava que Kaito poderia ir muito longe, assim eles decidiram que ele deveria tentar a Golden Future Cup, onde ganhou com o mangá Cross Manage - Logo após esta vitória, a Jump não teve dúvidas: Este homem vai entrar na nossa revista.

O problema surgiu quando o seu edito decidiu mudar demais o mangá que fez sucesso na Golden Future Cup... Assim, quando Cross Manage foi lançado na revista, o sucesso foi mínimo e atualmente risca de ser cancelado!

Porém, tem tudo para ser um autor que voltará com obras futuras, a Jump de fato acredita em seu potência! Fiquem de olho em Kaito!

Matsu Yuusei (Ansatsu Kyoshitsu)


Nascido em 1981, A carreira de mangaká de Matsu Yuusei só começou de fato quando ele se torno assistente do mangaká de sucesso Sawai Yoshio, criador de Bobobo-bo Bo-bobo (Eu sei, parece que um doente mental criou o nome deste mangá).

Depois de alguns anos como assistente de Sawai, Yuusei finalmente se convenceu que havia experiência o suficiente para começar um mangá próprio, e lançou na Weekly Shonen Jump: Majin Tantei Nougami Neuro - Que fez um sucesso relativamente bom, ao ponto de alcançar as incríveis marcas de 23 volumes lançados (Mais de 200 capítulos), e ter sua série transformada em Anime.

Porém, Matsu Yuusei sabia que podia ir além... Podia fazer mais sucesso. Depois de encerrar o mangá, começou a trabalhar em um novo projeto - Porém, antes de serializa-lo, lançou alguns One-Shots de todos os tipos!

Quando se sentiu pronto, ele lançou a sua segunda série pela revista Weekly Shonen Jump, Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom) - A febre foi imediatada... O capítulo estreou na incrível segunda posição do TOC, em menos de um ano, desbancou vários vezes One Piece... E somente em dois volumes vendeu mais de 900 mil cópias! (Um sucesso mais imediatado que One Piece, Naruto e Slam Dunk).

No final, Matsu Yuusei pode ser considerado com grande autor,  pois lançou apenas dois mangás... E os dois conseguiram extremo sucesso!

Os Mangakás especiais:

Agora vamos aos mangakás especiais, aqueles que marcaram para sempre a revista de Shonen Jump, e sempre estarão nos nossos corações!

Akira Amano (Katekyo Hitman Reborn)

Nascida em 1973, por pouco poderia entrar na lista de autoras regulares e não especiais. Já que Akira Amano a pouco tempo que encerrou o seu único mangá de sucesso - Uma das poucas autoras femininas da revista, Akira inicialmente queria levar Reborn para uma revista de Seinen, chegando a lançar One-Shots do mangá.

Porém, um dia o seu editor a desafiou de mudar totalmente a visão do mangá, fazendo-a lançar um One-Shot versão Shounen na Weekly Shonen Jump! O one-shot foi tão bem recebido que o diretor da Shueisha mandou ela serializar aquele Shounen com elementos de comédia imediatamente.

Em 2004, a Jump lançou como série Katekyo Hitman Reborn... Que fez sucesso incrível - O anime passou de 150 episódios (Isto é raríssimo para qualquer mangá), teve Light-Novels (Que não foram criados por Nisio Isin) e até jogos para video-games.

Porém, no final de 2012, Amano decidiu encerrar o mangá... O final para muitos fãs foi considerado as pressas... Alguns dizem que foi a Jump que cancelou (Difícil, já que o mangá vendia bem). Porém a teoria mais provável é que ela esta querendo começar um novo projeto... Podemos esperar algo grande por aí? Bem, de seu potêncial não podemos duvidar, correto?

Masami Kurumada (Saint Seiya, B't X e Ring ni Kakero):


Nascido em 1953, Masami Kurumada é o primeiro autor especiais desta parte - Masami faz parte dos raros autores que adolescentes, já trabalhava na Jump. Considerado um potencial autor, a Jump não o queria perder de nenhuma forma, assim, o deu imediatamente uma série na revista, mesmo sendo um simples adolescente. 

Porém, o seu primeiro trabalho, Sukeban Arashi não fez tanto sucesso.  O sucesso em sí só veio no seu segundo mangá, também lançado na Shounen Jump: Ring ni Kakero, um mangá sobre boxes. Porém, o ápice da glória de Masami, só chegou em 1986:

Depois de já haver lançado três séries, onde somente uma fez um real sucesso (Ring Ni Kakero), ele decidiu partir em uma empreitada totalmente diversa: Os Cavaleiros do Zodíaco, originalmente chamado de Saint Seiya!

O sucesso de CDZ foi mundial, todos queriam brincar de ser um cavaleiro... Soltar o seu "Meteoro de Pegasus" - Vários filmes foram produzidos, que facilmente podiamos achar em locadora (No tempo que haviam locadora a cada esquina... Hoje encontrar uma já é um milagre =/).

Porém, depois de anos e anos com CDZ sendo lançado na Shonen Jump, Masami teve uma gigantesca briga com a Shueisha, onde abandonou a publicadora - Aí chegaram os tempos negros para o autor, onde começou a lançar mangás bons, mas por não ter boa publicidade não vazia tanto sucesso como CDZ.

Talvez, longe de publicadoras tão grandes, Masami nunca mais vai voltar a fazer uma obra tão famosa quanto Saint Seiya, mas podemos dizer que de qualquer forma, ele marcou uma geração de crianças... Uma geração de garotos que sofriam bullyings por terem o seu signo de peixes... Uma geração que o respeita (E briga em uma interminável discussão sobre quem é melhor: DBZ ou CDZ).

Cavaleiro dos Zodiacos continua a ser lançado, uma nova série... Mas é melhor ser ignorada de tão horrível que é... Do mesmo modo que ignoro a nova abertura do anime ("Nova") onde tem o Angra cantando, e fico com aquela tosquissíma e pedante das criancinhas cantando o RAP DO CAVALEIRO DOS ZODIACOS!

Encerro esta review, como esta maravilha tosca que todo nós amamos pelo simples fator nostalgia mesmo, já que a versão do Angra é bem mais fiel e bem trabalhada. (PS: CDZ era o meu anime preferido na infância, hehe).

Até a próxima semana, com a penúltima parte desta série de Artigos! 


6 comentários:

  1. CDZ foi um dos melhores animes e mangas mais com aquele serie omega o cara estragou tudo deveria trabalha numa saga final para concretizar a obra(do Olimpo)mais fez uma serie idiota e gay....desanimador isso...

    ResponderExcluir
  2. deu uma continuidade ruin demais na serie tipo o dragon ball gt que tbm fikou uma bosta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kurumada é meio louco, não sabe quando deve terminar algo - Fez estas continuações de CDZ: Omegas e Next Generations que são um lixo completo.

      Eu simplesmente ignoro estas continuações, para mim elas não existiram.

      Excluir
  3. Lol, dos especiais dessa vez não gosto de nenhum dos dois xD. Eu queria ver a cara do pai do Sorachi, quando viu que o filho fez sucesso xD.
    Os doi mangás do Yuusei são ótimos.
    Ainda esperando o histórico de Nobuhiro Watsuki.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yuusei é um grande autor, acredito com AC poderá se firmar finalmente como um autor que entrará na história!

      E eu também gostaria de ver a cara do Pai de Sorachi kkkkkkkkkkkkk'

      Excluir

onload='emoticon()'