segunda-feira, 29 de junho de 2015

Análise detalhada da Jump NEXT! Vol.02 (Ano 2015).


Perspectiva


Aqui estamos com mais uma edição da NEXT!, a última lançada por enquanto (O volume 3 será lançado em Julho).  A revista que dá oportunidade para vários novatos mostrarem suas idéias ao público, as mais queridas e mais votadas, normalmente são serializadas na Weekly Shonen Jump. Várias séries já saíram da NEXT, entre elas: Shokugeki no Souma, Tokyo Wonder Boys, Nisekoi, Hinomaru Zumou, Lady Justice, Black Clover, entre outras séries que já fizeram parte da line-up da Jump.

Novamente não teremos nenhuma raw da Jump NEXT!, pois infelizmente não foi publicado nenhuma raw da revista, porém como eu adquiri a versão da revista, eu pude ler cada um dos mangás e trarei a minha análise para vocês - As páginas de cada One Shot foram scanneadas por mim, porém, não esperem que eu scanneie toda a revista ou todo um mangá, posso até fazer isso, mas é pequena a possibilidade, infelizmente eu não tenho tempo livre para scannear a revista.

Lembrando que essa edição tem o último capítulo de Soul Catcher (S) lançado na JUMP NEXT!, os capítulos seguintes serão divulgadas na Jump Plus a partir de Agosto, assim nós do Analyse It não iremos mais comentar os capítulos do mangá, infelizmente. Por fim, foi lançado nessa edição também o One Shot de Dead end Host, do criador de Hime-Doll, este One Shot como recebeu página colorida não foi levado a votação, mas mesmo assim iremos comentar, já que temos o costume de comentar a revista como um todo.

Soul Catcher (S) / Capítulo 61


Com capa e página colorida de Abertura, Soul Catcher (S) foi a principal atração desta edição, não é por nada, teve um capítulo emocionantíssimo. Após a banda do vilão tocar, chegou a vez da simples e bem pequena banda do protagonista tocar no evento/concurso, não deu em outra, eles arrazaram. E toda a metáfora relacionada a este capítulo foi justamente sobre mostrando o confronto entre o protagonista e o vilão, onde no mundo imaginário de Soul Catcher (S) os dois lutam trocando punhos e usando poderes.

O protagonista vence, mas mesmo assim o vilão não se sente derrotado e fica com cheio de ódio, pronto para se vingar dos vencedores. Então, Soul Catcher (S) simplesmente podia ter sido encerrado nesse capítulo, mas parece que o autor gosta tanto da sua série que decidiu continua-la também na Jump Plus. O motivo de Soul Catcher (S) ser transferido para lá, de certo nunca saberemos, mas provavelmente é porque a Shueisha quer aumentar a força do site online, fazendo com que ele tenha uma "line-up" de obras muito mais interessantes, uma decisão acertada da Shueisha se pensarmos no fato que vai fortalecer mais ainda a Jump +, porém, com certeza Soul Catcher (S) será prejudicado por ser lançado em um lugar com muito menos visualização. 

Kuroko no Basket: Extra Game (Capítulo 03)


Com a outra capa da edição temos Kuroko no Basket que também ganhou página colorida (Mesmo não sendo de abertura) - O que aconteceu nesse capítulo? O "Vorpal Sword" começou a reagir e mostrar sua habilidade, mas logo o negão do time dos americanos mostrou quem manda e voltou a dominar a partida, assim após uma reunião no "time-out", fizeram um plano para "counterar" o inimigo. É o mesmo esquema usado na maioria dos jogos decisivos de Kuroko no Basket e sempre deu certo (e continua dando certo).

Ainda acho que Kuroko no Basket será encerrado na edição #05 ou #06 desse ano, isso será um grande problema para a NEXT? Provavelmente não, já que a revista sempre se virou muito bem colocando como capa e destaque alguns mangás da revista (Só colocar One Piece como capa e dizer que tem um poster, faz a revista vender mais que com Kuroko no Basket como capa). Mas ainda acho que até lá, teremos mais alguma série ou mini-série sendo lançada na revista, mesmo que não seja uma do tamanho de Kuroko no Basket (Pode ser Kagamigami, por exemplo).

Bangaihen (Gintama, Haikyuu!!, Toriko e Black Clover)


Dessa vez tivemos três mangás no Bangaihen, cada um ocupou mais ou menos 2 páginas, somente Black Clover que foi uma página mesmo. Ao meu ver esse foi o Bangaihen mais divertido de todos, todos os três mangás conseguiram entregar um conteúdo rápido e engraçado, Black Clover aproveitou inclusive para desenvolver melhor os personagens, mostrando de um jeito humorado a personalidade de cada um. Mas logicamente, como é de se esperar, o Bangaihen mais engraçado de todos foi o de Gintama que é uma pequena paródia sobre a Jump NEXT!

Majo no 13 / Takayuki Haruta


O primeiro One Shot dessa edição é Majo no 13, o mangá conta a história de um viagem que ajuda as pessoas, é bem simples - A página dupla de abertura me chamou bastante atenção, porém, o único fato positivo do One Shot fica preso a isso, o mangá é extremamente confuso, tem várias cenas de humor bem fracas e a arte do mangaká é muito, mas muito inconstante. Enquanto ele consegue desenhar belas páginas, tem outras que ele nem consegue dar umas perspectiva de cenário credível.

O autor ainda tem muito a evoluir, tanto no quesito arte quanto no desenvolvimento da história. Majo no 13 é uma ideia criativa, o design dos personagens por mais que tecnicamente bem pobres, tem vários detalhes que conseguem ter chamar atenção. Eu acho que Takayuki Haruta precisa de tempo, se for um autor jovem, é melhor a Shonen Jump coloca-lo como assistente de autores experientes que tem paciência para ensinar várias técnicas aos seus assistentes, por exemplo o próprio Iwashiro que foi mentor de Tabata Yuuki que atualmente desenha páginas belíssimas na sua série Black Clover. Espero ver Takayuki Haruta de volta à NEXT! futuramente.

Nota: 0/5
Chance de Serialização: Baixíssimas. Se formos levar em conta a recepção da 2ch, o mangá foi o menos votado de todas as séries. Caso formos levar em consideração a recepção no Blog Rankings, também foi o menos votado de todos - Se não tivermos uma surpresa na votação (Como aconteceu na NEXT 01), tudo indica que Majo no 13 cairá no limbo do esquecimento.

Toritsuki Tantei Jikenroku / Norihiro Norimura


Toritsuki conta a história de um médium que recebe uma visita que quer algo, mas o cara é louco, invoca um fantasma e começa a infernizar a visita, que depois também mostra que é demoníaca e os dois ficam conversando parecendo dois esquizofrênicos. Teoricamente o mangá é uma comédia non-sensen, como não sou tão fã de obras nesse estilo (Gosto de comédias, mas aquelas que a piada tem algum sentido ou um bom contexto), eu não consegui achar graça de Toritsuki. Talvez quem goste do estilo pode se simpatizar pela obra, mas não vejo um mangá neste estilo sinceramente dando certo na Shonen Jump - Todas as comédias da revista tem um pequeno "limite" de non-sensen, não chegando ser algo totalmente bizarro. 

Nota: 1/5
Chance de Serialização: Baixas. O mangá não foi bem recebido nem na 2ch e nem no Blog Rankings, parece só mais uma comédia tapa-buraco da Jump NEXT! - Espero que o autor volte com uma comédia de melhor qualidade, para ter criado um one shot tão louco, o cara deve ser muito criativo, só precisa unir essa criatividade com qualidade.

Galaxy Gangs / Takamasa Moue


Após dois One Shots realmente decepcionantes, essa edição da NEXT me mostrou uma obra que de fato me deixou muito animado. Galaxy Gangs conta a história de um garoto que quando pequeno foi capturado por vários alienígenas e agora trabalha para os mesmo. Uma das suas missões é ir até o planeta "Ojava" entregar uma prisioneira que eles capturaram, chegando lá o vilão que é um monstro gigantesco comilão faz um discurso sobre o que fará com a pobre prisioneira, é nesse momento que o garoto revela que tudo isso fazia parte do plano da sua gangue para captura-lo e assim, o ataca - Ele perde feiamente, caindo ferido nos braços da prisioneira, que está chorando, mas aí aparece o resto da gangue para terminar a missão.

Galaxy Gangs foi de longe o meu One Shot preferido dessa edição e um dos poucos que de fato me deixou animado para se tornar uma série da Weekly Shonen Jump - O desenvolvimento da história é muito interessante, a cena de ação, por mais que bastante curta, é boa e por fim a arte do autor é FANTÁSTICA, com certeza Moue vem trabalhando na área dos mangás a muito tempo, mesmo que seja somente como assistente ou como um estudante de arte, as cenas, os design dos inimigos e entre outros pontos, com certeza não é de um iniciante. 

Nota: 5/5
Chance de Serialização: Altíssimas. O mangá foi o mais bem aceito disparado pela Blog Ratings e o segundo mais aceito pela 2ch - O mangá veio logo após Kuroko no Basket, por isso também deve ter sido uma grande visibilidade. Diria que é o favorito para ganhar essa edição na NEXT!, mas o japonês é uma caixinha de surpresa nas votações.

Jinrui Saikyou Kobushiden Atata / Kouta Hama


Primeiramente, se o mangá tem um nome desses, já aumenta em 90% as chances de eu não gostar dele... Minha regra é simples, passou de três palavras no nome, é exagero. Jinrui Saikyou conta a história de um androide que junto com sua criadora vai visitar um amigo cientista e descobre que ele está sendo atacado pelo seu próprio robô, assim o protagonista usando seu coro cabeludo (Que cresce e fica em um formato de punho) luta contra o inimigo, são várias páginas de batalha, mas no final o herói consegue vence-lo.

Jinrui peca pelo roteiro péssimo, praticamente não tem história, é o androidizinho mirim lutando contra o outro robô e pronto - O poder do protagonista também não é muito atrativo, o que prejudica na emoção das batalhas, que por mais que são bem desenhadas, não conseguem animar o leitor. Pelo menos o protagonista é muito simpático e é de longe o ponto mais forte da história. O autor com certeza irá voltar para a revista, sabe desenhar e entregar cenas de luta emocionantes, dois pontos muito importantes. "Só" precisa desenvolver melhor toda a história.

Nota: 3/5
Chance de Serialização: Medianas. Não teve uma recepção ruim, mas também teve muitos mangás com uma recepção melhor na mesma edição. Eu não diria que o mangá é uma carta fora do baralho, já vimos na edição #01 que mangás que foram mal recepcionados na Blog Rankings e 2ch ainda tem chances de ganhar (Principalmente se forem B-Shounen), mas as chances de Jinrui Saikyou ser serializado são medianas levando em conta a recepção dos locais que conheço.

Dance with Me!!! / Yuuki Aonuma


Faltando uma semana para lançar Sesuji wo Pin!, os editores da Shonen Jump tiveram a ideia genial de lançar um One Shot na NEXT relacionado a dança que, com uma possibilidade real de sucesso de Sesuji wo Pin!, praticamente enterra essa ideia, independente dela ser boa ou não - Dance With Me conta a história de um ex-dançarino de colegial que após fracassar em uma competição, decidiu só dedicar a fotografia, quando de repente, ao entrar no vestiario do seu colégio, encontra sua velha amiga de dança (Que está está fazendo um movimento de dança alá exorcista, dá até medo), ela pede para que o protagonista vá fotografa-la em uma competição e ele aceita. Chegando lá, os dois discutem e nessa discussão o protagonista percebe que gosta de dançar.

Assim, o nosso herói vai no palco com a nossa heroína e começam a dançar juntos, mas ele tropeça, cai, mas mesmo assim o erro, decide se levantar e continuar a dançar. Não é revelado se eles ganharam essa competição, mas pelo menos os dois amigos voltaram a se entender - O mangá me agradou bastante, tem um problema sério que a mulher parecia mais um demônio exorcizado vindo diretamente de um filme de terror, isso prejudicou mais as cenas de dança, mas em grande parte, toda a história, várias páginas de dança e o tom bem mais maduro da série me agradaram bastante.

Nota: 4/5
Chance de Serialização: Baixas. Por mais que eu tenha gostado do One Shot, o público da 2ch odiou, sendo o segundo menos recebido e o Blog Rankings teve uma recepção mediana, o que mostra que a série não conseguiu agradar tanto assim pelo menos um dos maiores fóruns do Japão. Com o lançamento de Sesuji wo Pin!, ao menos que o mangá fracasse, as chances de Dance With Me são ainda menores. Não coloco fé.

No.9 / Keke Akutami


No.9 conta a história de um garoto que tem um fantasma (Uso termo fantasma, porque não sei se são de fato Shikigamis ou o que) em forma de peixe como seu patrão, ele encontra uma garota que está desesperada por ter um fantasma (diferente) perto dela e por ter MUITOS outros problemas na vida (Ela pensa que é por causa do fantasma), assim ele explica que todos tem "protetores" perto deles, mas a maioria tem uma única forma, aqueles que tem uma forma diferente, como o peixe do principal e o fantasma que acompanha a garota, são anormais e tem grandes habilidades - Mas a aparição desse fantasma diferente nesse exato momento deve ter um motivo, assim os dois vão investigar, até que descobrem que causou todos os problemas na vida da garota, uma garota que também tem outro fantasma e consegue manipular o fantasma dos outros. O principal usando o seu protetor luta contra a vilã e a vence, terminando o One Shot.

Eu gostei bastante desse One Shot, a arte dele é simplesmente fantástica, o autor consegue dar uma movimentação única aos personagens e ao mesmo tempo a história é bem interessante, mesmo que beira ao clichê. No.9 é um mangá com muito potencial, mas pela sua arte ser diferente demais e também suja demais, veria o mangá dando mais certo em uma Shonen Sunday da vida. Se No.9 não for serializado, espero ver novos trabalhos do autor, ele parece ser MUITO talentoso.

Nota: 5/5
Chance de Serialização: Altas. Foi o terceiro mais bem votado pela Blog Rankings e teve uma boa recepção na 2ch, e o fato de ser um B-Shounen aumenta muito as possibilidades de ser serializado. Eu ainda preferi Galaxy Gangs dessa revista, mas como se pode votar em três One Shots, eu acredito que um dos meus votos também iriam para No.9 - No.9 tem chances de ser serializado, mas a concorrência da edição está alta e isso pode ser uma grande rasteira no mangá.

Mononoke Banchou Muramasa / Yamada Kintetsu


Esse mangá simplesmente dividiu opiniões, foi o mais votado na 2ch e um dos menos votados na Blog Rankings, deixando ainda mais difícil deduzir se foi realmente bem recebido ou não - Mononoke conta a história de um garoto nanico (Aquele no canto da imagem com cabelo de cuia) que estava apanhando em um beco de dois caras, até que chega um estranho samurai que carrega um panda nas costas e bate nos dois caras, ajudando o nanico, logo após, ele dá um cartão de visitas ao nanico. No dia seguinte ao chegar no colégio, o nanico se depara com esse samurai na sua sala, dormindo (É o novo aluno), a diferença é que o samurai está com um cabelo preto ao invés de loiro. O nanico pergunta ao samurai o que ele faz aqui e porque ele estava carregando um fucking urso panda (Que descobrimos que não é bem urso banda e é o garçom do bar, que também tem uma mulher peituda como cozinheira), o Samurai diz para segui-lo até o local do cartão de visita e lá explicará tudo.

O local era um bar onde várias criaturas do outro mundo vai almoçar, o samurai explica tudo para o nanico que fica assustado. Após a conversa ele sai do bar e se depara com um grande monstro (Assustador e MUITO bem desenhado), o Samurai mais uma vez o salva, mas dessa vez demonstrando o seu poder, usado sua katana ele ativa o moto "berserk" onde fica com cabelo loiro e vence a criatura. No final, o nanico se torna eternamente grato pelo samurai e os dois viram grandes amigos. Mononoke é uma história extremamente clichê que lembra bastante Shaman King, mas que ao mesmo tempo me agradou bastante por causa dos personagens simpáticos e da ótima arte do autor (limpa e ao mesmo tempo bonita). Eu acho que é um mangá que tem futuro, seria bem legal vê-lo sendo serializado.

Nota: 5/5
Chance de Serialização: Altas. Então, o mangá é bem clichê sim, mas é aquele clichê que consegue te agradar de qualquer modo - E como agradou na 2ch, que é bem mais chata nesses pontos (Tudo bem, eles amam Black Clover mesmo sendo cheio de clichê, mas normalmente são chatos nesse ponto), eu acho que Mononoke tem chances reais de ser serializado. Porém a baixa recepção no Blog Rankings, onde a votação é classificada por votos (Cada um vota no seu preferido), diferente da 2ch onde cada um dá nota, mostra que talvez, Mononokeseja a prioridade de poucos na hora de votar nos mangás.

Dead end Host / Ryou Kazurou (Hime-Doll)


O grande destaque dessa edição é justamente Dead end Host, do criador de Hime-Doll (Mangá que inclusive ganhou a Gold Future Cup da Shonen Jump) - Esse One Shot conta a história de uma empreiteira que está construindo um estranho condomínio, o problema é que essa construção está utilizando praticamente trabalho escravo, colocando seus funcionários em perigo, desabrigando quem morava na região, entre outros problemas. Dá para ver que Dead end Host passa em uma sociedade distópica, cheia de corrupção, um futuro péssimo - Nisso, entra o protagonista que vive na mediocridade e pobreza, culpando essa empreiteira e toda a sociedade capitalista pela pobreza do público, em contra-ponto temos uma garota que pensa do mesmo modo e luta contra isso (Parece que o protagonista também luta contra esse sistema opressor ao estilo 1984 que observa tudo e todos). Os por acaso se encontram, mas aí vem a parte que não entendi muito bem, parece que a garota é controlada por um dos robôs do sistema e começa a atacar todo mundo, assim o herói deve salva-la, consegue vence-la em uma batalha muito bem desenhada (Os poderes são todos bem cyberpunks) e tudo termina bem.

Dead end Host apresenta dois personagens interessantes, uma arte FANTÁSTICA (Hime-Doll era bom, mas ver o autor apostando em um B-Shounen é espetacular), um universo diferente dos demais mangás da Jump, mas peca pelo seu roteiro que é uma bagunça só, parece que o autor tem uma boa ideia, mas não sabe executa-la de forma eficiente - Não é que o mangá é ruim, você consegue sentir um bom potencial na obra, mas o autor ainda precisa realizar algumas mudanças na história para que a ideia de certo, analisando outras obras dessa mesma edição, Dead End Host não consegue competir diretamente.

Nota: 4/5
Chance de Serialização: Boas. O mangá não será levado a votação, por ter tido página colorida e ser de um autor famoso, porém a recepção na 2ch do mangá foi boa, dando a entender que por mais que a aprovação não foi das melhores, é o bastante para valer a pena transformar o mangá em série (O problema é que outros cinco mangás mais bem recebidos no fórum). De qualquer modo, fato de ter ganho página colorida na NEXT demonstra uma intenção dos editores em lançar o mangá, então podemos ver Dead End Host em um futuro próximo sendo lançado na Weekly Shonen Jump.

Onigari / Makoto Nakashima


No meio de vários One Shots sobre demônios, fantasmas e Shikigamis, temos mais um que vem com um tema desses, Onigari segue o mesmo esquema que os demais mangás, uma dupla que enfrenta os demônios, sendo que a garota que é indefesa e o homem com suas habilidades consegue salva-la - Enquanto os demais apresentaram algum ponto interessante, Onigari fica mais do mesmo, não entregando nem mesmo uma batalha B-Shounen interessante (Nem no aspecto do roteiro e muito menos no aspecto da arte).  Onigari é esquecível.

Nota: 2/5
Chance de Serialização: Baixíssima. Foi mal recebido na 2ch Ratings e também na Blog Rankings, então não coloco muita fé na possibilidade de Origari se otrnar uma série, isso só deve acontecer caso tenhamos uma surpresa na votação e por milagre, os japoneses tenham votado mais nessa obra, eu acho isso improvável, mas não é impossível.

Kubitake-kun no Ijou Nouryoku Gakuen / Norihiro Norimura


Dois One Shot do mesmo autor em uma edição só? Eu havia comentando que achava esse autor bem criativo, mas que precisava unir criatividade com qualidade - Então, Kubitake-Kun conta a história de um cara que trabalha em um laboratório. De repente uma das cientistas ficam loucas, e mata todos seus companheiros, e também captura ele, o tortura um pouco e depois corta sua cabeça - O protagonista já está desistindo de viver, quando é levado para uma sala onde está todas as cabeças dos seus companheiros, revelando que a cientista louca na verdade coleciona cabeças, o protagonista fica desesperado e de REPENTE, todos saem de um buraco e revelam que é uma festa surpresa de aniversário ao protagonista.

Kubitake-Kun é um one shot bem fechado que consegue até ser engraçado por quanto louco tudo é. Se na primeira obra o autor exagerou no non-sense, mas sem dar um contexto para torna-lo engraçado, o non-sense deste One Shot tem todo um contexto que te faz dar uma boa risada. É um mangá fantástico? Com certeza não é, mas é bem simpático e com uma qualidade muito, mas muito superior ao seu anterior. Quem sabe em uma próxima visita a NEXT Norihiro Norimura não nos entregue uns One Shot de fato surpreendentes?

Nota: 3/5
Chance de Serialização: Baixas. O One Shot foi até bem recebido tanto na 2ch quanto na Blog Rankings (Nos dois por exemplo teve uma nota maior que Dead end Host, se configurando no TOP 05 mais bem recebidos da edição), mas como é uma obra fechada acho que as chances são bem pequenas, ao menos que o autor decida continuar a história por causa da boa recepção, o que não parecer ser provável.

Hyakukami Ichi Kubi / Arabia Gorou 


Kubi conta a história de um garoto que trabalha como caixa em um supermercado, mas que por trás da sua vida normal e pacata, tem uma garota fantasma que fica atormentando sua vida - Quando chega no colégio, descobre que uma das suas amigas desapareceram e com a ajuda dessa fantasma vai em busca dela, encontrando-a em uma casa abandonada. Lá tem dois estudantes que utilizam a força espiritual para lutar, o protagonista faz o mesmo, utilizando a força da espiritual da sua companheira fantasma cria uma leque (por engano, mas depois finalmente consegue criar uma espada e lutar contra o inimigo). Após uma batalha interessante, ele consegue salvar a sua amiga, terminando assim o One Shot.

O One Shoit é legal, o autor ainda tem que evoluir muito na arte, é bonita, mas muito inconsistente. A história tem uma ideia clichê, mas de qualquer modo é simpático. Então, comparado aos demais mangás da revista eu sinceramente acho que sai perdendo, mas não dá para dizer que o mangá ainda é uma carta fora do baralho.

Nota: 2/5
Chance de Serialização: Medianas. O mangá teve uma recepção mediana tanto na 2ch quanto na Blog Rankings, assim ainda tem chances de ser bem votado na votação popular, como aconteceu com Out Gear FullColor.

Soba no Sensu / Kento Terasaka


A história de Soba no Sensu é basicamente sobre uma grande amizade que passa por vários problemas. O mangá é muito "conceitual" e tem vários flash, por isso para entender bem é preciso ler detalhadamente todas as falas, o que para alguém que não sabe japonês como eu e tenho que contar com ajuda de amigos, fica quase impossível. Mas avaliando a arte do mangá, é muito instável, ao mesmo tempo que o autor desenha páginas belíssimas, tem outras que são bem fracas, mas no geral, Soba no Sensu parece uma ótima obra.

Nota: ?/5
Chance de Serialização: Altas. O mangá foi o segundo mais bem aceito na Blog Rankings e o terceiro mais bem aceito na 2ch, então o público parece que gostou bastante dessa história. O que pode prejudicar é uma sensação minha que o mangá é fechado, mas isso não é confirmado já que não entendi tão bem assim a história, por causa da narrativa bem voltado aos dialogos.

Considerações Finais:

No meu ponto de vista tivemos uma ótima Jump NEXT! com vários One Shots de grandíssimo potencial, o meu preferido foi de longe Galaxy Gangs, que também liderou de forma disparada a votação na Blog Rankings - Mas No.9, Mononoke, Soba no Sensu e Dead end Host são outros mangás que bastante potencial para se tornar uma futura serialização na revista - Mas de longo o favorito é justamente Galaxy Gangs.

Na edição passado, tivemos uma surpresa no vencedor. Agora a NEXT! está revelando os vencedores de cada edições, por isso mais votado - Cada leitor pode votar em 3 One Shots (Os que recebem página colorida não são válidos), e o mais votado é revelado na edição seguinte. Não é certo que o vencedor será serializado, como acontece na Golden Future Cup, mas é um bom sinal que o mangá pode aparecer na Shonen Jump futuramente. O vencedor da edição #01 foi Out Gear FullColor, uma grande surpresa já que o mangá não foi tão bem votado pela 2ch Ratings e nem pela Blog Rankings, mostrando que até aqueles mangás que eu disse que tem baixas chances, ainda tem chances, mesmo que são baixas.

O vencedor da próxima edição só saberemos na Edição #03 mesmo, ate lá, vamos esperar e especular. Lembrando que mesmo que um mangá não tenha vencido a votação, ainda tem chances de ser serializado, já aconteceu várias vezes de mais de um one shot da mesma edição se tornar uma série na Shonen Jump. Porém o favorito, levando em conta o Blog Rankings e 2ch Ratings é de longe, Galaxy Gangs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

onload='emoticon()'