domingo, 7 de maio de 2017

Análise: TOC Weekly Shonen Magazine #21-22 (Ano 2017).


Mais Dois Novatos em Risco

escrito por Diego Felipe

Pelo visto a Shonen Magazine ainda vai precisar de melhor sorte para conseguir encontrar mangás novatos com um rendimento elevado e que consigam se estabilizar, embora do ano passado já tenham se firmado Hoshino、Me o Tsubutte。 e Fumetsu no Anata e. Dois novatos lançados recentemente já estão dando sinais de que serão cancelados em breve. De quebra, também tivemos mais divulgação para Fairy Tail, cujo segundo filme animado está perto de ser lançado nos cinemas. Bem, vamos à Table of Contents e à análise.

TOC Weekly Shonen Magazine #21・22 (2017):
Fairy Tail (Capa Física, Capa Digital, Páginas Coloridas de Abertura, Capítulo Duplo) (capítulos 532 e 533)
01. Hajime no Ippo (capítulo 1180)
02. Nanatsu no Taizai (capítulo 215)
HiGH&LOW g-sword (Minissérie) (capítulo 05)
03. Daiya no Ace - Act II (capítulo 77)
04. Hoshino、Me o Tsubutte。(capítulo 52)
Ohayou Survive (Pré-Rank, 32 pg.) (capítulo 02)
DAYS (Página Colorida, 26 pg.) (capítulo 197)
05. Senryuu Shoujo (capítulo 30)
Hikakin Monogatari (One-shot, 42 pg.)
Rakuraku Shinwa (Pré-Rank) (capítulo 04)
06. Fuuka (capítulo 153)
07. Tokyo Revengers (capítulo 10)
08. Baby Steps (capítulo 423)
Tsurezure Children (Página Colorida) (capítulo 139)
09. Real Account (capítulo 113)
10. En En no Shouboutai (capítulo 77)
11. Domestic na Kanojo (capítulo 139)
12. Seitokai Yakuindomo (capítulo 421)
13. 8-gatsu Outlaw (capítulo 18)
14. Rankers High (capítulo 13)
15. Fumetsu no Anata e (capítulo 22)
16. Ahiru no Sora (capítulo 556)
Shuu Magazine Buin wa Mokuyou Shinyaa ni I ga Itai! (One-shot)
Kindaichi Shounen no Jikenbo R (Em hiato até a edição #31) (*)

LEGENDA
(*) - Numeração do capítulo não identificada

TOC Weekly Shonen Magazine #23 (2017):
- Capa Física: Rena Takeda
- Capa Digital, Página Colorida de Abertura: En En no Shouboutai
- One-shot: Hajime Shacho Monogatari (42 pg.)
- Ausente: Domestic na Kanojo
Em hiato: Kindaichi Shounen no Jikenbo R (Até a edição #31)


A capa física, a capa digital e as páginas coloridas de abertura ficaram para Fairy Tail, cujo filme Fairy Tail: Dragon Cry está prestes a estrear nos cinemas. Inclusive, o filme será lançado no Brasil, pela rede de distribuição Cinépolis. Inclusive, muitos países da América do Sul e alguns da América Central irão exibir o filme nos cinemas. Há alguns dias também foi lançado um novo trailer, que apresenta o tema musical "What You Are", do grupo musical Polka Dots. O trailer pode ser conferido clicando aqui.

As demais páginas coloridas foram para DAYS, que está perto da marca de 200 capítulos publicados e continua em alta com os leitores e editores, e Tsurezure Children, cujo anime estreia em menos de dois meses. Ambas as obras, é claro, continuam em uma situação bem confortável na ordem de leitura, principalmente DAYS, que teve uma continuação do anime confirmada, embora ainda seja preciso esperar por maiores detalhes.

Os novatos Ohayou Survive e Rakuraku Shinwa ainda estão em seu segundo e quarto capítulo, respectivamente, e cada um só passará a ser ranqueado após a publicação do oitavo capítulo. Já a minissérie HiGH&LOW g-sword não será ranqueada nem mesmo após a publicação de seu oitavo capítulo (caso chegue a ter um oitavo capítulo), pois trata-se de uma minissérie planejada para divulgação da franquia HIGH&LOW.

Dois one-shots foram lançados nesta edição: Hikakin Monogatari, one-shot sobre o youtuber japonês Hikakin que ficou entre Senryuu Shoujo e Rakuraku Shinwa na ordem de leitura, e Shuu Magazine Buin wa Mokuyou Shinyaa ni I ga Itai!, que fechou a revista com o último lugar na ordem de leitura. Kindaichi Shounen no Jikenbo R continua em hiato e assim permanecerá até a edição #31. Vale lembrar que um anúncio importante relacionado à obra será feito quando esta voltar a ser publicada.

Página Colorida de Abertura: Fairy Tail

Na primeira posição uma grata surpresa: Hajime no Ippo. Fazia um bom tempo (mais de dois anos, no mínimo) que Hajime não pegava uma posição tão elevada na ordem de leitura, a ponto de ficar ranqueado entre as três primeiras posições. Embora a obra já tenha um período longuíssimo de publicação, seu rendimento ainda é superior ao de muitas obras mais recentes. Os editores e leitores ainda demonstram bastante respeito e apreço pela obra de George Morikawa.

No segundo lugar está um dos mangás mais rentáveis da revista atualmente (senão o mais rentável): o pilar Nanatsu no Taizai, que apesar de uma aparente queda nas vendas de seus volumes, ainda consegue superar a média de 500 mil cópias vendidas. A obra, como já explicado por diversas vezes em análises anteriores, está entrando em reta final e, ainda que demore bastante para que o mangá chegue ao fim, os editores precisarão encontrar um novato com um rendimento de alto nível e que possa se expandir comercialmente.

E na terceira posição temos outro pilar: Daiya no Ace - Act II. Recentemente foi disponibilizada a informação (inclusive, pelo leitor do blog Wellington) de que o terceiro volume de Daiya teve 400 mil cópias impressas, sendo o sétimo volume com mais cópias impressas de toda a editora Kodansha e a segunda obra com mais tiragens impressas da revista, empatado com Fairy Tail (que tem o mesmo nível de tiragens impressas). A média de vendas do mangá de beisebol é de 320 mil cópias por volume.

Página Colorida de Abertura: Fairy Tail

Mesmo não apresentando um nível elevado de vendas (pelo contrário), Hoshino、Me o Tsubutte。, que ficou na quarta colocação, está com moral com o grupo editorial. Isto porque a média de vendas é de pelo menos 50 mil cópias por volume, média próxima de Acma:Game, obra finalizada recentemente. Apesar da citação à Acma:Game, Hoshino é mantido também por ser mais próximo do estilo de outro mangá finalizado recentemente: Yamada-kun to 7-nin no Majo (segundo a opinião de alguns leitores do blog, pelo menos). Em suma, Hoshino está em uma situação estável e não corre riscos de cancelamento por ora. O quinto lugar foi para Senryuu Shoujo, que teve seu primeiro volume lançado recentemente, mas ao que parece não apareceu no Ranking Oricon. No entanto, ainda é preciso esperar por maiores apurações sobre o nível de vendas para saber como está a situação da obra.

A sexta posição foi para Fuuka, que infelizmente não conseguiu ver seu anime chegar ao sucesso ou sofrer um grande boost nas vendas dos volumes. Na verdade, o máximo que conseguiu foi reduzir os efeitos da queda nas vendas que estavam acontencendo (a um nível pequeno de impacto) antes da estreia da adaptação animada. Apesar do fracasso do anime, Fuuka ainda conta com um bom apoio editorial, que mantém uma boa relação com o autor Kouji Seo. Para todos os efeitos, a obra não corre risco de cancelamento.

No sétimo lugar está o novato Tokyo Revengers, que ainda está na busca de sua estabilização. Tentar se estabilizar em um plantel praticamente fechado será uma tarefa difícil, assim como está sendo para 8-gatsu Outlaw e Rankers High. Mas o risco que estes citados novatos podem estar correndo pode ajudar Tokyo Revengers a conseguir se manter, ao menos, por mais um tempinho caso a obra não consiga dar certo. Mas claro, isso é apenas uma possibilidade. Para todos os efeitos, ainda levará mais um tempo para sabermos se Tokyo Revengers conseguirá dar certo na Weekly Shonen Magazine.

Na oitava posição está o mangá de tênis Baby Steps, que continua em um nível positivo de rendimento e com situação estável na revista. Perto de completar dez anos de publicação, Baby Steps já não aparenta mais ter um apelo comercial tão elevado, ainda mais após já ter sido adaptado para anime e drama televisivo e após uma aparente redução nas vendas de seus volumes. Ainda assim, os editores demonstram que a obra está nos planos, mesmo que sem um nível de destaque tão elevado quanto antes.

Página Colorida: DAYS

Em nono está Real Account, que até passou a aparecer mais vezes no Top 10 (dos mangás ranqueados) mas segue numa sina de não ganhar páginas coloridas. A última vez que Real Account recebeu páginas coloridas foi há mais de 20 edições atrás. Ainda não foi esclarecido se isso é apenas uma situação atípica ou tem alguma relação com questões editoriais. As vendas do mangá não são espetaculares, mas são positivas, com média entre 70-80 mil cópias em média por volume.

Na décima colocação está o novato En En no Shouboutai, que prossegue em alta na revista mas estável nas vendas de volumes, cuja média, muito boa para os padrões da revista, vende em média 125 mil cópias por volumes. A situação de En En é muito positiva e os editores estão animado e satisfeitos com o desempenho na obra. Inclusive, na próxima edição, a obra ganhará a capa física, a capa digital e a página colorida de abertura.

Depois de ter ficado no bottom na edição anterior, Domestic na Kanojo fica em décimo primeiro lugar na porta do bottom. A obra, que vende em média entre 70-80 mil cópias por volume, continua apresentando um rendimento satisfatório para a revista, embora seu destaque tenha sofrido uma leve redução, embora não seja ao nível de Real Account, ou seja, de não ganhar praticamente mais páginas coloridas ou capa (DomeKano foi capa da edição #18, inclusive).

Quem abre o bottom dessa vez é o gag mangá Seitokai Yakuindomo, que assim como na TOC anterior novamente aparece no bottom, em uma posição um pouco mais elevada. A situação de Seitokai na line-up continua muito confortável e a obra não corre risco algum de cancelamento, ainda mais considerando que o potencial de expansão comercial da obra ainda pode ser bastante explorado, mesmo em se tratando de um mangá com uma década de publicação.

Página Colorida: Tsurezure Children

No décimo terceiro lugar vemos o novato 8-gatsu Outlaw no bottom. A situação do mangá está insustentável devido às baixas vendas do primeiro volume e o cancelamento deste mangá de beisebol é praticamente iminente, ainda que demore um tempinho para a obra ser finalizada. Outro novato que apareceu no bottom foi Rankers High (décima quarta colocação), que já pega uma posição baixa na ordem de leitura. Ainda é preciso aguardar para ver se veremos Rankers High mais vezes em posições baixas na ordem de leitura para considerar que a situação do mangá não tem salvação, mas é bem provável que tanto 8-gatsu quanto Rankers High estejam correndo riscos de cancelamento.

Depois de ter obtido uma posição alta na ordem de leitura na edição passada, dessa vez Fumetsu no Anata e fica com o décimo quinto lugar, sendo o penúltimo mangá entre os ranqueados e o antepenúltimo da ordem de leitura (ficou acima de Ahiru no Sora e de um one-shot). Mas, como explicado, as posições dos mangás da Weekly Shonen Magazine na ordem de leitura nem sempre refletem a situação da obra. É o caso de Fumetsu, que aparece com frequência em posições baixas, mas é apenas para equilibrar a ordem de leitura de certas edições, uma vez que o primeiro volume da nova obra da autora de Koe no Katachi apresentou um bom nível de vendas, que pode até mesmo aumentar com o lançamento dos novos volumes. Ou seja, Fumetsu está em segurança e não corre risco algum de cancelamento.

E mais uma vez Ahiru no Sora fica em último lugar entre as obras ranqueadas, na décima sexta posição (mesmo ranqueamento da edição anterior). Ahiru ainda apresenta uma boa média de vendas (200 mil cópias por volume), apesar de aparentar estar sofrendo uma diminuição de rendimento. Se por um lado Ahiru não preocupa quanto à sua estabilidade, por outro parece que o apelo comercial do veterano mangá de basquete não está sendo tão bem-avaliado pelos editores, que provavelmente preferem destacar obras mais recentes.


SITUAÇÕES DOS MANGÁS

PilaresDaiya no Ace - Act II, Fairy Tail, Nanatsu no Taizai
Seguros e Estáveis: Ahiru no Sora, Baby Steps, DAYS, Domestic na Kanojo, Enen no Shouboutai, Fuuka, Fumetsu no Anata e, Hajime no Ippo, Hoshino、Me o Tsubutte, Kindaichi Shounen no Jikenbo R, Real Account, Seitokai Yakuindomo, Tsurezure Children
Em Busca de Estabilização: Ohayou Survive, Rakuraku Shinwa, Senryuu Shoujo, Tokyo Revengers
Em Risco de Cancelamento: 8-gatsu Outlaw, Rankers High
Duração de Curto Prazo: HiGH&LOW g-sword


Bem, caros leitores, assim se encerra a análise da edição #21-22 da Weekly Shonen Magazine.
Até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

onload='emoticon()'